Tempo
|
A+ / A-

Governo estuda lay-off específico para setor do turismo

10 jul, 2020 - 06:40 • Manuela Pires com Redação

António Costa e Pedro Siza Vieira reuniram-se durante a tarde de quinta-feira com a Confederação do Turismo de Portugal.

A+ / A-

O Governo está a estudar um regime de lay-off específico para o setor do turismo, devido ao forte impacto económico provocado pela pandemia da Covid-19, em Portugal.

O primeiro-ministro, António Costa, e o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, reuniram-se durante a tarde de quinta-feira com a Confederação do Turismo de Portugal.

No final da reunião, Francisco Calheiros, presidente da Confederação, disse que a possibilidade de um regime de lay-off específico faz sentido num setor que está a ser fortemente afetado pela pandemia.

“Penso que será, obviamente, para todas as empresas ligadas ao turismo. É o que faz sentido neste momento. Há atividades que, ainda bem para elas, estão a recuperar muito, mas há atividades, como por exemplo o turismo, que não estão a recuperar tanto”, explicou Francisco Calheiros.

O presidente da Confederação do Turismo de Portugal explicou ainda que, a ser implementado, este regime de lay off específico será “menos regional e mais setorial, para todo o setor”.

Em Portugal, morreram 1.644 pessoas das 45.277 confirmadas como infetadas, de acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde.

A pandemia de Covid-19 já provocou quase 551 mil mortos e infetou mais de 12,12 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo a agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.