Tempo
|
A+ / A-

Coronavírus

Madeira com mais dois infetados eleva para 95 casos notificados

06 jul, 2020 - 21:09 • Lusa

Da quase centena de casos já registados no arquipélago, apenas cinco ainda estão ativos.

A+ / A-

Veja também:


A Madeira tem mais dois doentes infetados com Covid-19, elevando para 95 o total de casos notificados, dos quais 90 recuperados e cinco ativos, revelou esta segunda-feira o Instituto de Administração da Saúde (IASAÚDE).

"Hoje, há dois novos casos positivos a reportar identificados durante o domingo no contexto das atividades de vigilância implementadas no Aeroporto da Madeira. Tratam-se de dois passageiros, sem relação entre si, que fizeram teste no local e que vieram a confirmar-se como casos positivos de Covid-19", refere o boletim epidemiológico do IASAÚDE.

Este organismo adianta que "estes viajantes permanecem em confinamento", um no concelho da Calheta e um no concelho de Machico, e que "a investigação epidemiológica está em curso".

"No total, a região regista, à data, 95 casos confirmados de Covid-19, dos quais 90 são casos recuperados e cinco são casos ativos", acrescenta.

"Estes viajantes permanecem em confinamento em unidade hoteleira ou residência própria, sem necessidade de cuidados hospitalares", lê-se no boletim.

Segundo o IASAÚDE, 5.019 pessoas estão identificadas e acompanhadas pelas autoridades de saúde dos vários concelhos da região, agora com recurso a uma aplicação (MadeiraSafetoDiscover), das quais 2.018 estão em vigilância ativa.

Relativamente a outros testes para despiste de Covid-19 realizados, o boletim indica que foram processadas na região 25.832 amostras.

No contexto da operação de rastreio de viajantes à entrada no Aeroporto da Madeira, o IASAÚDE informa que há a reportar um total cumulativo de 2.580 colheitas para teste à Covid-19 realizadas no local (até às 18h00 horas desta segunda-feira).

A pandemia de Covid-19 já provocou mais de 534 mil mortos e infetou mais de 11,47 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.620 pessoas das 44.129 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.