|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

PCP vota contra Orçamento Suplementar

02 jul, 2020 - 17:09 • Paula Caeiro Varela

Em meados de junho, o secretário-geral do partido, Jerónimo de Sousa, admitia viabilizar o documento.

A+ / A-

O Partido Comunista Português vai votar contra o Orçamento Suplementar, depois de uma abstenção na votação na generalidade. O anúncio foi feito há minutos em conferência de imprensa, no Parlamento, pela voz do deputado e líder parlamentar João Oliveira.

João Oliveira, líder parlamentar, explicou há instantes em conferência de imprensa no parlamento, que o balanço que o partido faz é negativo, "inclinado para o lado dos interesses do grande capital", e considerou que "não chega para dar as respostas necessárias" aos trabalhadores perante a pandemia de Covid-19.

Acrescentou que este posicionamento diz respeito apenas ao orçamento suplementar e não a outros futuros, mas também fez questão de sublinhar que há neste processo orçamental uma "clara convergência entre PS e PSD", com sentidos de voto que mudaram "da manhã para a tarde".

Questionado sobre se notou diferença na abertura a propostas de alteração do partido, João Oliveira confirma que o PCP nota que não houve da parte do Governo a mesma preocupação em relação a orçamentos anteriores, mas do lado dos comunistas, o empenho foi o mesmo.

É a primeira vez nos últimos quatros anos que o PCP vota contra um orçamento do Partido Socialista.

Em meados de junho, o secretário-geral do partido, Jerónimo de Sousa, ainda admitia viabilizar o documento.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.