Pandemia

Futebol. Covid-19 ignorada e mensagens racistas durante final da Taça da Bulgária

02 jul, 2020 - 10:45 • Sofia Freitas Moreira (edição) Reuters (imagens)

Milhares de adeptos violaram as regras de distanciamento social, em Sófia, antes, durante e depois da final da Taça da Bulgária, disputada entre CSKA de Sófia e Lokomotiv Plovdiv, na quarta-feira. O Governo local permitiu a presença de 12 mil espectadores no Estádio Vasil Levski, que tem capacidade para cerca de 45 mil espectadores. O futebol búlgaro vive com o problema da violência das claques e da ligação de vários grupos a movimentos extremistas. A final da Taça não foi exceção, com os adeptos do CSKA a referirem-se aos adversários como "ciganos" e os do Lokomotiv a exibirem uma tarja com a mensagem "White Lives Matter".

RSS iTunes URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários
Reportagem
Eu Eleitor hyper

Eu, eleitor

Retratos do país que vota

Que país é este que vai às urnas? Até às eleições legislativas, a Renascença apresenta retratos de 18 eleitores dos círculos eleitorais de Portugal continental, olhando as características e dificuldades de cada distrito.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.