|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Terra Santa

Vaticano convida Israel e Palestina a dizer “sim ao encontro e não ao conflito”

01 jul, 2020 - 20:55 • Filipe d'Avillez

O secretário de Estado da Santa Sé recebeu esta quarta-feira os embaixadores de Israel e dos Estados Unidos para manifestar a sua preocupação com os últimos desenvolvimentos na Terra Santa.

A+ / A-

O Vaticano insiste na necessidade de israelitas e palestinianos voltarem à mesa das negociações para evitar a escalada do conflito na Terra Santa, com Israel a planear formalizar a anexação de alguns territórios da Autoridade Palestiniana que já controla.

Esta quarta-feira o secretário de Estado da Santa Sé, o cardeal Pietro Parolin, recebeu os embaixadores de Israel e dos Estados Unidos, país que patrocina o plano ao abrigo do qual o primeiro ministro Benjamin Netanyahu pretende avançar com a anexação.

De acordo com um comunicado publicado esta quarta-feira pela Sala de Imprensa da Santa Sé, o encontro permitiu à Santa Sé “expressar a sua preocupação sobre possíveis atos unilaterais que possam pôr em causa a busca pela az entre israelitas e palestinianos, bem como a situação delicada no Médio Oriente.”

A Santa Sé sempre defendeu a solução de dois estados na Terra Santa, e reafirma essa posição agora. “O Estado de Israel e o Estado Palestiniano têm o direito a existir e a viver em paz e segurança dentro de fronteiras reconhecidas internacionalmente. A Santa Sé apela assim às partes para que façam tudo o que seja possível para reabrir o processo de negociação direta, com base nas resoluções das Nações Unidas relevantes e com o auxílio de medidas que possam reestabelecer a confiança recíproca”

A Santa Sé espera que o diálogo dê aos participantes a coragem de “dizer sim ao encontro e não ao conflito; sim ao diálogo e não à violência; sim às negociações e não à hostilidade; sim ao respeito pelos acordos e não aos atos provocatórios; sim à sinceridade e não à duplicidade”, afirma ainda o comunicado, citando a invocação pela paz feita pelo Papa Francisco nos jardins do Vaticano, em junho de 2014.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.