|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

​Morreu Georg Ratzinger, o irmão de Bento XVI

01 jul, 2020 - 12:46 • Aura Miguel

Com 96 anos e doente há algum tempo, Georg Ratzinger recebeu há duas semanas a visita do seu irmão, Bento XVI, que, a 18 de junho, se deslocou expressamente à Baviera, para se despedir dele.

A+ / A-

Georg Ratzinger, o irmão mais velho do Papa emérito, morreu às 11h10 desta quarta-feira, em Regensburg, cidade onde viveu a maior parte de sua longa vida.

Com 96 anos e doente há algum tempo, Georg Ratzinger recebeu há duas semanas a visita do seu irmão, Bento XVI, que, a 18 de junho, se deslocou expressamente à Baviera, para se despedir dele.

Joseph Ratzinger perde, assim, o último membro de sua família. Os dois irmãos, ordenados sacerdotes no mesmo dia, sempre se mantiveram próximos, mesmo após a eleição de Bento XVI.

Em 22 de agosto de 2008, ao receber a cidadania honorária de Castelgandolfo, Bento XVI afirmou, referindo-se ao seu irmão, com quem passava férias regularmente: “Desde o início da minha vida, meu irmão sempre foi para mim não só um companheiro, mas também um guia fiável. Ele foi para mim um ponto de orientação e referência, pela clareza e determinação das suas decisões. Ele sempre me mostrou o caminho a seguir, mesmo em situações difíceis."

Por sua vez, Georg Raztinger, no seu livro "O meu irmão e eu”, recordou: ”Éramos ambos acólitos e ajudávamos na missa. Ficou logo claro, primeiro para mim e depois para ele, que a nossa vida seria ao serviço da Igreja”.

Quando Joseph foi eleito Papa em 2005, Georg comentou: "Devo admitir que não esperava e até fiquei um pouco preocupado. Tendo em conta os seus compromissos, compreendi que a nossa relação teria de ser muito reduzida. Em todo o caso, por detrás da decisão humana dos cardeais está a vontade de Deus, e a ela devemos dizer que sim."

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.