|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Coronavírus. PSD teme que Governo esteja “exclusivamente à espera do milagre europeu”

30 jun, 2020 - 01:04

O alerta foi deixado esta segunda-feira por Joaquim Miranda Sarmento.

A+ / A-

O presidente do Conselho Estratégico Nacional (CEN) do PSD diz temer que o Governo esteja “exclusivamente à espera do milagre europeu” para resolver os problemas da economia e que repita “erros do passado” no investimento público.

Numa conferência online do CEN sobre “Investimento público no pós-crise” devido à pandemia da Covid-19, Joaquim Miranda Sarmento defendeu que “a estagnação económica dos últimos 20 anos se associa muito a más decisões de investimento”, considerando que neste período os fundos comunitários “não serviram para Portugal convergir com a União Europeia”.

“Preocupa-me que se esteja exclusivamente à espera do tal milagre europeu que vai resolver todos os problemas e que se voltem a cometer erros dos últimos 15/20 anos, ao invés de se olhar o investimento público em setores como a digitalização e energia e se volte a carregar novamente nas grandes obras públicas, sempre a grande tentação”, disse o economista e coordenador do PSD para a área das Finanças Públicas.

Para o economista - que apontou como exemplo Portugal ser “o segundo ou terceiro país do mundo com melhor rede de autoestradas”, muitas delas sem tráfego suficiente -, essa tentação tem “razões políticas, sociológicas”, mas também “menos simpáticas, de captura de interesses”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.