|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Covid-19. Liga de clubes permite mais jornalistas nos estádios de futebol

30 jun, 2020 - 17:28 • Lusa

A decisão foi comunicada aos clubes e é válida já a partir da 29.ª jornada

A+ / A-

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional autorizou o aumento do número de jornalistas e fotógrafos com acesso aos estádios, limitado por causa da covid-19, tendo já comunicado a decisão aos clubes, informou hoje a Associação de Jornalistas de Desporto (CNID).

"O CNID informa que, após várias diligências desta Associação de Jornalistas de Desporto e de outras entidades, a Liga Portugal compreendeu as necessidades dos jornalistas", lê-se em comunicado.

A decisão foi comunicada aos clubes da I Liga e é válida já a partir da 29.ª jornada, que está a decorrer, passando a ser permitida a presença junto ao relvado de 15 fotógrafos (eram sete) e quatro repórteres de rádio (eram três).

Nas tribunas de imprensa mantém-se a obrigatoriedade de redução para um terço da sua capacidade, mas agora com um máximo de acesso a 40 jornalistas (até aqui eram 25).

"É evidente que o CNID ainda não está satisfeito com esta alteração, mas apesar de tudo, tendo em conta as questões da pandemia, é já uma melhoria assinalável", assinalou a associação, assegurando que vai continuar "a lutar para que os jornalistas voltem a ter o acesso necessário aos jogos de futebol da Liga NOS".

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 505.500 mortos e infetou mais de 10,32 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.576 pessoas das 42.141 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.