|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Covid-19

Portugal fora da lista de países seguros do Reino Unido? Saiba tudo

29 jun, 2020 - 08:17 • Anabela Góis

A lista de países considerados seguros para Londres ainda não foi divulgada, mas a imprensa britânica já avançou algumas informações. A Renascença conta-lhe tudo.

A+ / A-

O Reino Unido deve anunciar, nesta segunda-feira, a lista de destinos considerados seguros para os turistas britânicos – um grupo de países que terá direito aos chamados corredores aéreos.

Que lista é esta e porque é tão importante?

É muito importante para os países que venham a ser incluídos, porque ficam dispensados dos 14 dias de quarentena obrigatória que o Reino Unido exige a quem chega ao país.

A lista vai incluir países considerados seguros no que se refere ao risco de contágio da Covid-19, ou seja, países que os britânicos podem visitar a partir do próximo dia 6 de julho sem necessidade de quarentena no regresso.

Claro que, tendo em conta a importância dos britânicos para o mercado turístico, os países do Sul da Europa, em especial, tudo têm feito para convencer o governo britânico a incluí-los nessa lista dos corredores aéreos.

E Portugal, já se sabe se vai fazer parte da lista?

A decisão oficial só deverá ser conhecida nesta segunda-feira, mas a imprensa britânica tem dado conta de que Portugal deve ficar fora desta lista, devido ao aumento de casos nas últimas semanas na região da Grande Lisboa.

Primeiro, foi o jornal “The Times” que deu conta dessa intenção; depois, a BBC veio precisar que a lista vai incluir Espanha, França, Grécia, Itália, Alemanha, Holanda, Bélgica, Finlândia, Noruega e Turquia, mas não Portugal ou a Suécia.

Mas Espanha foi mais atingida pela pandemia...

Sim, muito mais. Espanha foi mesmo o terceiro país europeu mais afetado pela pandemia, depois da Rússia e do próprio Reino Unido, mas agora, pelo menos de acordo com os dados oficiais, a infeção em Espanha dá mostras de estar a alastrar a um ritmo mais baixo que em Portugal.

Há quem duvide dos números divulgados pelas autoridades espanholas, mas são os dados oficiais.

Portugal fora da lista não é penalizador para o turismo?

Sim, o mercado britânico é dos mais importantes para o turismo nacional, sobretudo, para o Algarve. É, aliás, o primeiro mercado emissor para a região Sul do país e o segundo para a Madeira.

Em 2019, recebemos mais de dois milhões de turistas britânicos que foram responsáveis por receitas superiores a três mil milhões de euros.

Por isso, os empresários do setor mostram-se mesmo muito preocupados e ainda esperam que, pelo menos a zona do Algarve, onde há poucos casos de Covid-19, possa integrar a lista.

Mas uma decisão destas também prejudica muito os portugueses que vivem no Reino Unido – cerca de 400 mil – que podem ficar assim impedidos de vir a Portugal, uma vez que no regresso teriam de cumprir os tais 14 dias de quarentena.

E até quanto vai vigorar essa listagem de países?

O que está previsto é que essa lista seja revista a cada três semanas, mas só mais logo é que devemos saber em concreto como é que tudo isto vai funcionar.

De acordo com a imprensa britânica, a lista terá três níveis:

  • corredores aéreos para países considerados seguros
  • um segundo nível para os países que os britânicos podem visitar, mas que depois obriga a uma quarentena de 14 dias no regresso
  • um terceiro nível para os países proibidos

Tudo isto em função da prevalência do vírus no respetivo território.

Resta agora aguardar pela divulgação da decisão do executivo britânico, sendo certo que a diplomacia portuguesa não tem estado parada e tem tentado mostrar, junto das autoridades britânicas, que Portugal tem melhores indicadores de saúde pública e melhores indicadores de resposta à pandemia do que o próprio Reino Unido.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Augusto
    01 jul, 2020 Lisboa 12:25
    Entre os paises que os ingleses consideram seguros, Franca, Espanha, Alemanha, Italia, Belgica, e Holanda TODOS com uma situacao pandemica bem pior que a nossa.
  • Cidadao
    30 jun, 2020 Lisboa 11:03
    Apostem na Economia Circular, na Economia "verde", na inovação tecnológica, no 5 G, diversifiquem e não tentem apenas voltar aos indices de Turismo pré-covid. Os ovos todos no mesmo cesto, costuma dar barraca