|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Santos Populares

Câmara de Lisboa impõe restrições de horário a restaurantes e cafés até domingo

10 jun, 2020 - 13:26 • Redação

Mais de mil agentes vão estar na rua com "tolerância zero" na fiscalização das novas regras, que vigoram até domingo.

A+ / A-

Os feriados, o fim-de-semana prolongado e os Santos Populares levaram a Câmara de Lisboa a decretar “tolerância zero” às concentrações de pessoas. Por isso, criou novos horários para cafés, lojas de conveniência e restaurantes, desta quarta-feira até domingo.

As lojas de conveniência fecham às 16h00 para só podem abrir às 8h00 do dia seguinte.

A venda de bebidas alcoólicas nas lojas das estações de serviço está proibida a partir das 16h00 e até às 10h00 do dia seguinte.

Os cafés, pastelarias e similares também vão ter horário especial. Fecham às 19h00 e só abrem às 8h00 do dia seguinte.

Os restaurantes vão ter igualmente restrições no horário. Fecham o mais tardar às zero horas e só podem abrir às 8h00 do dia seguinte. Neste último grupo de estabelecimentos também estão incluídas as Casas de Fado que não vão poder deixar entrar clientes a partir das 23h00 e encerram à meia-noite.

Todos os estabelecimentos estão proibidos de instalar na rua “novo mobiliário urbano”, como cadeiras, mesas, grelhadores ou fogareiros, e de expandir a sua área de explanada.

“Estão em vigor na cidade de Lisboa um conjunto de normas destinadas a evitar a realização de eventos ou o funcionamento de atividades que possam originar largas concentrações de pessoas e colocar em causa o cumprimento das regras da Direção-Geral da Saúde em matéria de distanciamento Social”, pode ler-se na nota enviada à redação.

A autarquia lembra que todos os arraiais, marchas e desfiles estão proibidos.

A Câmara de Lisboa assegura que as autoridades de segurança “vão estar em força nas ruas de Lisboa”, contando com mais de mil agentes da Polícia Municipal e da PSP “para fiscalizarem o cumprimento deste despacho com tolerância zero para quem não cumprir”.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.