Opinião

Centeno sai “de fininho” e deixa sucessor que “garante continuidade”

09 jun, 2020 - 14:56 • Graça Franco

O “timing” escolhido por António Costa para anunciar a saída de Mário Centeno é, no mínimo, “original”. O primeiro-ministro aproveitou uma conferência de imprensa em que anunciou a reabertura de centros comerciais em Lisboa e Vale do Tejo, numa semana cheia de feriados, nota a diretora de informação da Renascença. Graça Franco traça ainda o perfil de João Leão, o novo ministro das Finanças - uma escolha “surpreendente” mas que deverá ser uma “garantia de continuidade” do rumo tomado por Centeno.

RSS iTunes URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.