Tempo
|
A+ / A-

Dia Mundial dos Oceanos. Guterres faz apelo aos governos em tempo de pandemia

08 jun, 2020 - 09:00 • Redação

Dia Mundial dos Oceanos assinala-se sob o lema "inovação para um oceano sustentável" e pretende lembrar a importância dos oceanos na vida dos cidadãos e na preservação do planeta.

A+ / A-

António Guterres defende que a pandemia de coronavírus deve levar a repensar a relação com o meio ambiente e com os recursos marinhos.

No Dia Mundial dos Oceanos que se assinala, esta segunda-feira, o secretário-geral das Nações Unidas apela aos governos para que se comprometam com a conservação do mar.

“Enquanto trabalhamos para acabar com a pandemia e melhorar a reconstrução global temos uma oportunidade única nesta geração de corrigir a nossa relação com o mundo natural, incluindo mares e oceanos. Hoje, o nível do mar está a subir devido às mudanças climáticas que ameaçam vidas e meios de subsistência em cidades costeiras e comunidades em todo o mundo”, começa por dizer Guterres na mensagem. “Os oceanos estão a tornar-se mais ácidos, colocando em risco a biodiversidade marinha e as cadeias alimentares essenciais, além disso, a poluição do plástico está em todo o lado. Apelo aos governos e a todos os interessados que se comprometam com a conservação e a sustentabilidade dos oceanos, através da inovação e da ciência.”

O Dia Mundial dos Oceanos assinala-se sob o lema “inovação para um oceano sustentável” e pretende lembrar a importância dos oceanos na vida dos cidadãos e na preservação do planeta.

Criado pela ONU e escolhido o 8 de junho para assinalar a conferência da ONU sobre ambiente que decorreu no Rio de Janeiro, Brasil, em 1992 (Conferência do Rio), a data é hoje assinalada com colóquios e conferências, um pouco por todo o mundo.

Esta segunda-feira também é conhecida uma investigação feita em 23 países, segundo a qual quase metade dos portugueses receia que o bacalhau possa desaparecer da sua dieta em dentro de 20 anos. O mesmo estudo aponta ainda que mais de metade da população (54%) já alterou os seus hábitos de consumo de pescado para proteger os mares.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.