Tempo
|
A+ / A-

​Manuel Serrão. “Resultado do FC Porto foi mau, mas o do Benfica ainda foi pior”

05 jun, 2020 - 12:45 • José Barata

O conhecido adepto portista não esconde que a derrota em Famalicão não devia ter acontecido, apesar do Benfica não ter conseguido aproveitar o deslize dos dragões. Quanto às eleições, Manuel Serrão não tem dúvidas, Pinto da Costa vai continuar como presidente.

A+ / A-

O resultado do FC Porto em Famalicão foi mau, mas o do Benfica, em casa com o Tondela, ainda foi pior. A opinião é de Manuel Serrão, que em entrevista a Bola Branca analisa os resultados dos dois candidatos ao título, nesta 25.ª jornada.

Manuel Serrão sustenta esta ideia pelo facto dos encarnados não terem conseguido ganhar vantagem classificativa sobre azuis e brancos.

“O resultado do Porto foi mau, independemente do que aconteceu depois. Podemos agora é dizer que o do Benfica foi pior, apesar de ter sido um empate e não uma derrota. Não aproveitou o deslize do Porto, mas o resultado do Porto é mau e espero que não se repita. Temos mais uma oportunidade para dependermos só de nós próprios. Espero que desta vez sejamos capazes de estar à altura dessa responsabilidade”, afirma.

Após os resultados da 25.ª jornada, a primeira após a retoma da Primeira Liga, FC Porto e Benfica estão na frente da classificação, empatados com 60 pontos. O FC Porto tem vantagem no confronto direto, mas na tabela atual surge no segundo posto, porque até ao fecho do campeonato o primeiro critério de desempate é a diferença de golos.

O Benfica tem 38 golos positivos; o FC Porto tem 33.

"Sérgio não falhou em Famalicão"

Manuel Serrão defende que não foi o treinador do FC Porto que falhou em Famalicão, e está convicto de que Sérgio Conceição vai fazer entender aos jogadores o que não podem repetir para que não aconteçam novos deslizes.

“Quem falhou não foi o Sérgio Conceição e gostei muito de o ouvir a fazer a análise do jogo, porque foi correto e disse porque é que o Porto perdeu. Percebeu porque é que o Porto perdeu e tem de ter confiança de que é capaz de explicar aos jogadores o que é que não devem fazer para não voltarem a perder”, considera.

Manuel Serrão entende, ainda, que o aspeto físico vai ser decisivo para os resultados das próximas jornadas, até mais do que a ausência de adeptos nas bancadas.

“A questão dos adeptos não estarem presentes é má para quem não pode ir, mas penso que não tem grande influência no resultado. Quanto à parte física, nota-se que as equipas começam com um ritmo e não são capazes de o manter até ao fim. As segundas partes têm sido muito diferentes das primeiras. Embora isso se possa ir corrigindo ao longo das semanas, mas a parte física vai ter um papel muito importante na decisão dos próximos jogos”, acredita.

Poucas dúvidas sobre desfecho das eleições

Quanto às eleições do FC Porto, marcadas para o próximo fim-de-semana, Manuel Serrão aponta Pinto da Costa como vencedor, tendo apenas dúvidas quanto à percentagem de votos que os candidatos vão obter.

“O resultado das eleições não tem muita incógnita. Penso que Pinto da Costa vai continuar como presidente, o que toda a gente vai querer saber é com que percentagem", assegura.

Questionado se as promessas eleitorais de Pinto da Costa são exequíveis, Manuel Serrão joga à defesa: “Isso é o que nós vamos ver nos próximos quatro anos”. O presidente do FC Porto, candidato a novo mandato de quatro anos, entre outros compromissos assumidos, anunciou que vai construir uma academia.

Nuno Lobo e José Fernando Rio concorrem com Pinto da Costa. As eleições estão marcadas para este fim de semana de 6 e 7 de junho.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+