Tempo
|
A+ / A-

Torres Vedras

Covid-19 em Torres Vedras. Doze crianças e quatro funcionários de creche em quarentena

05 jun, 2020 - 18:02 • Hugo Monteiro

Informação confirmada à Renascença pela diretora daquela creche do distrito de Lisboa. Medida foi tomada na sequência de um caso positivo na instituição, uma criança que terá sido infetado por um familiar e que está assintomática.

A+ / A-

Veja também:


Doze crianças e quatro funcionários da creche do Centro Paroquial de Torres Vedras estão em isolamento profilático, depois de uma criança, de dois anos, ter testado positivo à Covid-19.

Informação confirmada à Renascença pela diretora daquela creche do distrito de Lisboa. Vera Arnaut revela que quem esteve em contato direto com a criança infetada está agora em quarentena.

"Tivemos um caso positivo de uma criança e temos crianças e funcionários em isolamento profilático: quatro funcionários e 12 crianças, que tiveram contacto direto com a criança, os restantes não", explica a responsável.

Vera Arnaut revela que a criança testou positivo depois de o pai ter sido sujeito a teste em contexto laboral e ter também recebido a informação de que está infetado. Ambos estão assintomáticos.

A creche continua de portas abertas, embora com cuidados redobrados de higiene e desinfeção.

"Continua a funcionar com todas as medidas de segurança, de higienização constante, como já fazíamos antes. Reforçámos o que já fazíamos, porque diariamente é feito ao longo do dia e ao final do dia é feita uma higienização mais cuidada e pormenorizada aos espaços. São cuidados redobrados", explica a diretora.

O Centro Paroquial de Torres Vedras tem um total de 68 crianças e 18 funcionários.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Filipe
    06 jun, 2020 évora 02:14
    Já começou a 2ª vaga , pior que a primeira e dê ele os passos atrás que der , agora é tarde demais .