|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

​Covid-19

Costa anuncia milhões para "salas independentes" e apoio aos artistas

04 jun, 2020 - 20:19 • Redação com Lusa

Governo aprova atribuição de um apoio social aos profissionais da cultura, com atividades correspondentes às artes do espetáculo, que não sejam trabalhadores por conta de outrém.

A+ / A-

O Governo vai apoiar com três milhões de euros as “salas independentes” de atividades culturais, para que estas possam retomar a atividade, recuperando as perdas provocadas pela pandemia da covid-19, anunciou esta quinta-feira o primeiro-ministro.

Lembrando que as salas de espetáculos, cinema e teatro começaram a poder retomar a atividade na passada segunda-feira, António Costa, em conferência de imprensa no final da reunião do Conselho de Ministros, anunciou “três milhões de euros para apoiar salas independentes, de forma a poderem retomar atividade recuperando perdas que tiveram nestes meses em que estiveram forçadamente paralisadas na sua atividade”.

Além disso, há também “750 mil euros para apoiar à adaptação das salas ao contexto da covid”.

O Governo aprovou um apoio social aos artistas, autores, técnicos e outros profissionais das artes.

A medida passa pela atribuição de um apoio social aos profissionais da cultura, com atividades correspondentes às artes do espetáculo, que não sejam trabalhadores por conta de outrém.

A prestação será paga em julho e setembro, num valor total correspondente ao apoio aos trabalhadores independentes (3x 438,81 euros), sendo descontadas outras prestações sociais.

O primeiro-ministro falou ainda na linha de financiamento de 30 milhões de euros, criada para ser usada pelos municípios na programação cultural, que tinha anunciado em 22 de maio, em Coimbra, após uma reunião com a Associação Nacional de Municípios Portugueses.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.