|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

​Alojamento local passar a arrendamento acessível? “Ia matar turismo nas cidades”

04 jun, 2020 - 17:02 • Cristina Nascimento

Associação de Alojamento Local em Portugal diz que medida anunciada pelo primeiro-ministro não resolve os problemas do setor.

A+ / A-

A Associação do Alojamento Local em Portugal considera que converter as habitações do setor em arrendamento de longa duração pode matar o turismo nas cidades.

Em declarações à Renascença, o presidente da associação, Eduardo Miranda, diz que é necessário apoio, mas a linha de financiamento anunciada por António Costa para converter alojamento local em arrendamento acessível de longa duração não é a solução.

“Não podemos cair na ilusão, nem achar que a solução para o turismo é tirá-los todos do turismo e enviá-los para o arrendamento de longa duração”, diz.

Eduardo Miranda garante que “isso não vai acontecer”, lembrando que muitos proprietários não vão estar disponíveis para essa transição e os imóveis também não estão adaptados para essa nova realidade.

“São segundas habitações, têm outras exigências pessoais, os proprietários gostam do turismo, querem continuar no ramo”, explica.

O presidente da associação refere ainda que se isso acontecesse as grandes cidades ficavam sem resposta turística.

“Basta lembrar que em Lisboa e no Porto o alojamento local representa 50%, ou no caso do Porto 60%, de todas as dormidas. Se houvesse uma migração dessas, matávamos o turismo nessas cidades”, argumenta Eduardo Miranda.

Nesta entrevista, Eduardo Miranda diz ainda que a medida proposta também não resolve o problema de habitação nas cidades, uma vez que 70% das unidades de alojamento local estão fora dos grandes centros urbanos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Augusto
    04 jun, 2020 Lisboa 23:34
    TRETAS. O Turismo existe com ou sem Alojamentos Locais.