|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

Euranet
Decidir Europa
Todas as semanas, um convidado especial fala sobre os grandes temas da Europa e do mundo no programa "Decidir Europa", com edição do jornalista José Bastos.
A+ / A-
Arquivo
Manuel Pizarro e o "plano Marshall" da UE - Decidir Europa
Manuel Pizarro e o "plano Marshall" da UE - Decidir Europa

​DECIDIR EUROPA

Manuel Pizarro e o "plano Marshall" da UE

29 mai, 2020 • José Bastos


O eurodeputado socialista analisa a resposta da União Europeia à pior recessão da sua história.

A Comissão Europeia acaba de colocar em cima da mesa um fundo de recuperação para fazer frente à crise decorrente da pandemia do coronavírus. A estratégia adotada pela União Europeia afasta-se da seguida na crise das dívidas soberanas de 2010 que levou vários países a recorrer à ajuda financeira dos seus parceiros.

O eixo Berlim-Paris colocou todo o empenho nesta resposta à agonia económica e o pacote desta semana de 750 mil milhões para o Fundo de Recuperação promete somar para um resultado final de biliões de euros, o número mítico com 12 zeros à frente do primeiro algarismo.

Portugal terá 26,3 mil milhões deste pacote, dos quais mais de 15 mil milhões a fundo perdido. Nas contas do “Público” o envelope financeiro total pode atingir 48,5 mil milhões. É a maior chuva de milhões de sempre de Bruxelas: em sete anos Portugal pode receber metade do total transferido desde a adesão.

Mas será a proposta apresentada sem alterações no Conselho Europeu? O que tem de novo o plano? Que acolhimento recebeu? Quais são os passos seguintes? Quais são os países mais beneficiados? Qual será a resistência dos países ‘frugais’, Holanda, Áustria, Dinamarca e Suécia? Que cedências terão de levar para casa para apresentar aos eleitorados hostis ao sul? E a responsabilidade de Portugal em fazer as escolhas certas nos investimentos e não repetir processos menos transparentes?

A estas e outras questões responde o médico Manuel Pizarro, deputado português do Parlamento Europeu eleito pelo PS.

Este conteúdo é feito no âmbito da parceria Renascença/Euranet Plus – Rede Europeia de Rádios. Veja todos os conteúdos Renascença/Euranet Plus.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.