|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Bruno Nogueira esgota dois dias do Campo Pequeno no regresso aos palcos

01 jun, 2020 - 14:46 • Maria João Costa

O humorista e ator junta-se, esta segunda-feira e amanhã, à vocalista dos Clã, Manuela Azevedo, para o espetáculo “Deixem o Pimba em Paz”. O espetáculo conta também com Salvador Sobral e Samuel Úria.

A+ / A-

Esgotaram em menos de nada os bilhetes para os dois espetáculos “Deixem o Pimba em Paz” que Bruno Nogueira vai protagonizar esta segunda-feira e amanhã no Campo Pequeno, em Lisboa. Ao seu lado do humorista e ator, que protagonizou um dos fenómenos de visualizações nas redes sociais durante o estado de emergência, vai ter a vocalista dos Clã, Manuela Azevedo.

Com as restrições agora impostas, o Campo Pequeno terá capacidade apenas para duas mil pessoas em cada noite. Depois de dois meses e meio em isolamento, o público regressa também para se sentar de novo numa sala de espetáculo e também aqui terá obrigatoriamente que usar máscara.

O espetáculo, com direção de Bruno Nogueira, conta com a direção musical do pianista Filipe Melo e de Nuno Rafael, dos Clã. Em palco, além de Bruno Nogueira, Manuela Azevedo, Filipe Melo, Nuno Rafael e Nelson Cascais estarão também como convidados especiais Salvador Sobral e Samuel Úria.

Em comunicado, a Everything is New, a Força de Produção, Campo Pequeno e Audiomatrix que se juntam em parceria para este regresso aos palcos referem que “as festas populares foram canceladas e este ano não há Santos, mas junho não é junho sem música pimba”.

Bruno Nogueira, que nas noites de confinamento foi protagonista da série de conversas “Como é que o Bicho Mexe” que reuniu 170 mil pessoas na última emissão, foi o criador do espetáculo “Deixem o Pimba em Paz” que começou por ser feito em 2013, no Teatro São Luiz, em Lisboa, precisamente com Manuela Azevedo.

Agora atuam para duas mil pessoas, no Campo Pequeno dias 1 e 2 de junho. Bruno Nogueira afirma: “a mim sempre me fascinou o universo pimba”.

O humorista diz mesmo que “não é por acaso que numa festa na Quinta do Lago, aos primeiros acordes de uma música do Quim Barreiros, haverá uma debandada de berloques a correr para a pista de dança e a cantar o refrão em alegre e alta voz. O mesmo irá acontecer se, no meio de um churrasco em Massamá, alguém arriscar a mesma música. Os berloques serão porventura menos, mas a alegre e alta voz que canta o refrão terá a mesma força”.

O espetáculo desta noite e de amanhã “propõe-se a dar outra vida a essas canções, juntando músicos que fizeram arranjos de jazz e pop onde eles eram pouco prováveis. Assim, aparece Manuela Azevedo (vocalista dos Clã), para juntos darmos voz a esses temas”. Vão ouvir-se músicas de Quim Barreiros, Ágata, Marante e Marco Paulo, entre outros.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.