|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

EUA. Recolher obrigatório decretado em vários estados

31 mai, 2020 - 01:00

Quinto dia de protestos após a morte de George Floyd às mãos da polícia. As principais vias de acesso rodoviário a Minneapolis vão ser encerradas.

A+ / A-

Os confrontos, após a morte de George Floyd, seguem para a quinta noite consecutiva e sobem de tom em várias cidades dos Estados Unidos.

Por exemplo, em Los Angeles, o presidente da câmara Eric Garcetti decretou o recolher obrigatório e a polícia já foi obrigada a disparar balas de borracha para controlar os manifestantes.

No Twitter, Garcetti confirmou que o recolher obrigatório vai estar em vigor a partir das 20h00 locais e até às 5 da manhã.

“Sempre protegeremos a liberdade de expressão e o direito de viver sem medo de violência ou vandalismo. Para aumentar a segurança dos manifestantes, polícias e todos os cidadãos de Los Angeles, estabelecemos o recolher obrigatório das 20 horas às 5 horas”, escreveu.

Várias viaturas e lojas foram já danificadas ou destruídas e já há notícia de feridos entre polícias e jornalistas.

Também em Denver, há recolher obrigatório, mas até as 5h00 de segunda-feira.

As principais vias de acesso rodoviário a Minneapolis (estradas e autoestrada) vão estar encerradas para tentar limitar à cidade onde os protestos tiveram o seu início.

Em Nova Iorque a polícia aumentou a segurança em todos os distritos e em Filadélfia o presidente da câmara pede aos manifestantes que façam o protesto de forma pacífica.

Já no Ohio, o governador local pediu ajuda à Guarda Nacional para “ajudar a proteger os cidadãos”.

“Infelizmente, existe um número relativamente pequeno de indivíduos violentos que representam uma ameaça específica e uma ameaça real para nossos polícias e para a segurança das pessoas em Columbus e Franklin County “, disse o governador Mike DeWine.

Quem também já chamou a Guarda Nacional foram os estados de Minnesota, Geórgia, Colorado, Denver, Kentucky e distrito da Columbia.

O Presidente dos Estados Unidos aproveitou o discurso após o lançamento do foguete da missão NASA/SpaceX para deixar palavras sobre a situação social no país.

Donald Trump garantiu que a sua administração “vai posicionar-se sempre contra a violência, o caos e a desordem”.

O líder norte-americano acrescentou que estará ao lado da “família de George Floyd, com os manifestantes pacíficos e com todos os cidadãos cumpridores da lei que desejam decência, civilidade, segurança e proteção”.

Na segunda-feira, George Floyd, um afro-americano de 40 anos, morreu enquanto era detido pela polícia de Minneapolis, desencadeando uma onda de protestos e motins contra a brutalidade policial.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Cidadao
    31 mai, 2020 Lisboa 11:03
    Os verdadeiros protestos foram ouvidos e tiveram exito: a Justiça Americana já atuou e o polícia em questão está detido e a aguardar julgamento. O que temos agora já não são protestos: é um pretexto para descarregar ódios acumulados e uma desculpa para roubar e saquear.