Tempo
|
A+ / A-

António Lacerda Sales

Covid-19. 2.161 profissionais de saúde recuperados, 1.237 continuam infetados

28 mai, 2020 - 13:43 • Redação

O secretário de Estado da Saúde explica a linha de apoio psicológico do SNS24 recebeu 1.200 foram de profissionais de saúde.

A+ / A-

Veja também:


Portugal já tem apenas 1.237 profissionais de saúde infetados com a Covid-19, depois do secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, ter anunciado, em conferência de imprensa que 2.161 dos 3.398 profissionais infetados já estão recuperados.

A linha de apoio psicológico do SNS24 recebeu mais de 12.800 chamadas desde 1 de abril, das quais 1.200 foram de profissionais de saúde, segundo anunciou também o secretário de Estado.

António Lacerda Sales explica o trabalho que está a ser feito na zona de Lisboa e Vale do Tejo, que atualmente é o epicentro da propagação da Covid-19 no país.

"Os planos passam por pormover e sensibilizar os líderes das comunidades e reforçar as medidas de confinamento obrigatório e vigilância de contatos próximos. Para além disso, junto dos empregadores, dar ênfase das diretrizes da DGS nos locais de trabalho e nas pausas", termina.

O secretário de Estado não comenta um possível adiamento da terceira fase de desconfinamento na zona de Lisboa de Vale do Tejo e remete as decisões para o conselho de ministros, que vai decorrer na sexta-feira.

"Não comento alegações e declarações. O governo tem feito uma análise depois de ouvir os técnicos e toma decisões. Serão tomadas essas decisões amanhã em conselho de ministros. O que posso dizer é que nada tem sido adiado, tem sido tudo decidido em função da proporcionalidade do surto, com uma apreciação que me parece positiva", termina.

Portugal regista 1.369 mortes (mais 13 que na quarta-feira) e 31.596 casos confirmados (mais 304, número mais alto desde 8 de maio e que supõe um aumento de 1%) de infeção pelo novo coronavírus, segundo o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.