|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Covid-19: Três doentes e 11 profissionais de saúde infetados no Hospital Santa Maria

22 mai, 2020 - 13:59 • Redação, com Lusa

A enfermaria onde foram detetados os casos vai ser alvo de uma descontaminação na segunda-feira, indica a diretora-geral da Saúde.

A+ / A-

Veja também:


Aumentou para 14 número de casos confirmados de Covid-19 no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, revelou esta sexta-feira a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas.

Três doentes que estavam internados numa enfermaria do serviço de pneumologia ficaram infetados com a Covid-19.

Os testes realizados também permitiram concluir que 11 profissionais de saúde daquela unidade têm o novo coronavírus.

A enfermaria onde foram detetados os casos vai ser alvo de uma descontaminação na segunda-feira e reabrir na terça-feira , adiantou Graça Freitas.

O surto detetado no Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN) está “circunscrito” a essa enfermaria, com 15 camas, razão pela qual para os restantes serviços será mantida “a higienização habitual”, explica a diretora-geral da Saúde.

"Os restantes setores do serviço estão a funcionar normalmente, não ocorreram casos e, portanto, vai manter-se a higienização habitual. É uma situação de um surto num centro hospitalar, mas que foi circunscrita a uma enfermaria”, disse Graça Freitas

Na quinta-feira à noite o CHULN informou em comunicado que a enfermaria do serviço de pneumologia ia ser alvo de desinfeção, mas sem adiantar datas.

Enquanto esta intervenção decorrer, os doentes que estavam na enfermaria em questão “serão transferidos de forma transitória para outras zonas do serviço e do Centro Hospitalar”, referia a nota do CHULN, acrescentando que, assim que estiver concluída a desinfeção, o espaço “continuará a funcionar com toda a normalidade”.

Graça Freitas disse que este é “um serviço grande, um serviço que tem 90 camas e que tem duas unidades de cuidados intensivos e várias unidades técnicas” e sublinhou que os doentes “já foram testados novamente e a maior parte deles além dos testes iniciais já fez mais testes por princípio de precaução”.

Portugal ultrapassou, esta sexta-feira, a barreira dos 30 mil infetados pelo novo coronavírus. O registo é de 1.289 mortos (mais 12 que na quinta-feira) e 30.200 casos (mais 288, aumento de 1%, o valor mais alto desde 8 de maio), segundo o boletim da Direção-Geral de Saúde (DGS).

O relatório da situação epidemiológica, com dados atualizados até às 24h00 de quinta-feira, indica que há 7.590 pessoas recuperadas da Covid-19, mais 1.138 que no dia anterior (o segundo número mais alto desde o início da pandemia - pico a 18 de maio, com 1.794). O número de recuperados num dia ultrapassa o de novos casos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.