|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

​Morreu Mory Kanté, o músico guineense que cantou sucesso “Yéké yéké”

22 mai, 2020 - 19:44 • Cristina Branco, com Lusa

O sucesso mundial foi lançado em 1987 e vendeu milhões de cópias. Mory Kanté tinha 70 anos e sofria de várias doenças crónicas que o levavam com frequência a França, para tratamentos. Com a pandemia da Covid-19 deixou de poder fazer deslocações.

A+ / A-

O cantor e músico guineense Mory Kanté, conhecido pelo sucesso mundial “Yéké yéké”, na década de 1980, morreu, esta sexta-feira, aos 70 anos, num hospital de Conacri, após doença prolongada, anunciou o filho.

Mory Kanté, apelidado de “riot elétrico”, ajudou a popularizar a música africana e guineense em todo o mundo.

“Yéké Yéké” foi lançado em 1987, vendeu milhões de cópias e chegou ao topo das tabelas em vários países.

De acordo com a informação divulgada pelo filho, Mory Kanté sofria de doenças crónicas e viajava frequentemente para França para tratamento, o que deixou de ser possível devido ao coronavírus.

“Vimos o seu estado deteriorar-se rapidamente, mas de qualquer forma fiquei surpreendido porque ele já tinha passado por momentos muito piores”, avançou.

Em 1988, Mory Kanté atuou em Portugal, durante a Festa do Avante.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.