|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Oficial. NOS não renova contrato com a Liga

22 mai, 2020 - 18:01 • Redação

Em causa estará o mal estar entre a atual direção da Liga e as operadoras, depois de uma carta enviada por Pedro Proença ao Presidente da República. Contrato entre Liga e NOS dura até ao final da época 2020/2021.

A+ / A-

A Liga de Clubes anunciou que a NOS deixará de ser o patrocinador principal e "naming sponsor" do campeonato da I Liga quando terminar o contrato, no final da próxima época, 2020/2021.

"A Liga Portugal foi informada pela NOS da sua intenção em não renovar, no final da próxima época, o contrato de patrocinador principal e naming sponsor da sua principal competição, a Liga NOS, atualmente em vigor até final de junho de 2021", pode ler-se no comunicado.

O organismo que tutela as duas principais divisões do futebol nacional "deixa uma palavra de profunda gratidão à aposta feita pela marca, no período de sete anos, e que se traduziu num crescimento do valor da prova, também alavancado por esta aliança".

A NOS foi o "naming sponsor" mais longo da história da Liga, com um contrato que se iniciou em 2014. "A Liga NOS é, hoje, um produto claramente mais apetecível no mercado comercial, o que acontece fruto do trabalho que tem sido desenvolvido em conjunto pela Liga Portugal e pela NOS", considera.

De acordo com a imprensa nacional, a NOS não renova o contrato depois do crescente mal estar entre Pedro Proença e as operadoras e clubes, na sequência de uma carta enviada pelo presidente da Liga a Marcelo Rebelo de Sousa, solicitando a sua influência para fossem transmitidos em sinal aberto e que levou a que a operadora suspendesse os pagamentos ao organismo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.