|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

12 e 13 de maio: explicador

Como vão ser as celebrações em Fátima? Saiba quem participa e como acompanhar

11 mai, 2020 - 19:23 • Ângela Roque

O 12 e 13 de maio assinala a primeira aparição de Nossa Senhora aos três Pastorinhos, em maio de 1917. Este ano, pela primeira vez na sua história, o Santuário de Fátima vai celebrar a data sem peregrinos, devido às restrições sanitárias, como anunciou a 6 de abril o cardeal D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima.

A+ / A-

Veja também:


Como é que vão decorrer as celebrações do 12 e 13 de maio?

Vão decorrer no recinto de oração do Santuário de Fátima, não no interior da Basílica, e sem a presença de peregrinos. Contarão apenas com a participação das pessoas diretamente implicadas nos diferentes momentos celebrativos.

Mas o Santuário vai estar vedado?

O recinto de oração vai estar fechado a partir de dia 12 à tarde e até ao final das cerimónias de dia 13, devido às regras sanitárias definidas pelo Governo, no contexto da declaração do estado de calamidade pública, em articulação com a Conferência Episcopal Portuguesa, e que impedem celebrações religiosas com a presença de fiéis.

Há vários dias que as forças de segurança, em particular a GNR, controlam os acessos a Fátima, onde os parques de estacionamento também se encontram fechados.

Então quem vai participar nas cerimónias?

Participa apenas quem vai estar envolvido nas celebrações, que serão presididas pelo cardeal D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima. Não haverá peregrinos, convidados ou figuras protocolares, mas participarão alguns funcionários do Santuário.

Embora oficialmente não tenha sido avançado um número concreto de participantes, sabe-se que serão mais de 10, o que levou na última semana o Governo a publicar um despacho para o 12 e 13 de maio, com indicações sobre o formato, quem e como se pode participar.

Em entrevista à Renascença, o reitor do Santuário, padre Carlos Cabecinhas, revelou que estarão presentes representantes das dioceses e “do mundo da saúde”, e que foram convidados três peregrinos que habitualmente vão a Fátima a pé, mas que estarão envolvidos na própria celebração.

Como é que vão decorrer as celebrações?

As celebrações começam dia 12, às 21h30, na Capelinha das Aparições, com a recitação do Rosário, seguida da Procissão das Velas, mas num trajeto muito mais curto do que o habitual, será apenas até ao Altar do Recinto. Aí haverá uma celebração da Palavra, não eucaristia, regressando a Imagem de Nossa Senhora à Capelinha das Aparições.

No dia 13 haverá oração do terço às 9h00, na Capelinha, e às 10h00 será celebrada a Missa da Solenidade de Nossa Senhora de Fátima, presidida pelo cardeal D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima. As celebrações terminam com a tradicional Procissão do Adeus.

Ao longo da última semana o Santuário disponibilizou propostas de oração, e desafiou os peregrinos a acenderem uma vela, às 21h30 de 12 de maio, nas janelas das suas casas, repetindo assim um dos gestos mais icónicos de Fátima.

Como é que pode acompanhar as cerimónias?

As celebrações vão ser transmitidas pela Renascença. O Santuário pede que todos os peregrinos que não podem ir a Fátima acendam uma vela. Envie as suas fotografias para a Renascença, pelas redes sociais ou para redacao.net@rr.pt

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.