Tempo
|
A+ / A-

Papa reza pelos diáconos, os “guardiões do serviço na Igreja”

06 mai, 2020 - 06:48 • Sofia Freitas Moreira

A intenção do Papa para maio foi divulgada na terça-feira. Francisco pede que se reze pelos diáconos do mundo, para que “sejam um sinal vivificante para toda a Igreja”.

A+ / A-

O Papa Francisco pediu, esta terça-feira, que se reze pelos diáconos, “fiéis ao serviço da Palavra e dos pobres”.

No habitual vídeo, realizado pela Rede Mundial de Oração do Papa, a intenção do mês de maio é a salvaguarda dos diáconos, que Francisco descreve como os “guardiões do serviço na Igreja”.

O Santo Padre realça que os diáconos “fazem parte do clero e vivem a sua vocação em família e com a família. Estão dedicados ao serviço dos pobres que carregam em si o rosto de Cristo sofredor”.

Atualmente, existem mais de 46 mil diáconos no mundo. A sua missão passa pelo “anúncio da Palavra, na celebração da liturgia e no cuidado pelos mais pobres e desfavorecidos”.

O sacramento da Ordem compreende três graus: os bispos, os presbíteros e os diáconos. No entanto, o Papa sublinha o papel do diácono, que “participa de maneira especial da missão e da graça de Cristo.

“O sacramento da Ordem marca-os com um selo ("caráter") que ninguém pode fazer desaparecer e que os configura com Cristo, que se fez "diácono", isto é, servo de todos”, lê-se no comunicado da Rede Mundial de Oração do Papa enviado às redações.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+