|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Estado de emergência

Fiscalização nas estradas. Cerca de 6.500 pessoas obrigadas a voltar ao ponto de partida

01 mai, 2020 - 21:03 • Redação

Informação foi avançada à Renascença pelo porta-voz da PSP, o intendente Nuno Carocha.

A+ / A-

Veja também:


Quase 6.500 condutores foram esta sexta-feira obrigados a regressar ao ponto de partida por não apresentarem justificação válida para circularem nas estradas portuguesas.

A informação foi avançada à Renascença pelo intendente Nuno Carocha, da Polícia de Segurança Pública (PSP).

“Cerca de 70 mil viaturas foram fiscalizadas até este momento em todo o território nacional durante o dia de hoje, cerca de 30 mil só no distrito de Lisboa. É de destacar o grande grau de conhecimento que todos os condutores demonstraram, mas ainda assim tivemos de solicitar que regressassem ao domicílio cerca de 6.500 condutores, o que ainda assim é significativo. É importante que as pessoas se recordem que ainda estamos em estado de emergência", sublinha o porta-voz da PSP.

Ainda segundo o intendente Nuno Carocha, durante as operações de fiscalização desta sexta-feira, foram detidas pelo menos quatro pessoas que estavam obrigadas ao confinamento por indicação das autoridades de saúde.

"Quatro pessoas que, ou estando confirmadamente infetadas ou com fortes suspeitas de estarem infetadas com Covid-19, tinham obrigação de se manter no domicílio não cumpritram a obrigação, foram encontradas fora de casa e portanto foram imediatamente detidas", adianta o intendente Nuno Carocha.

Nas declarações à Renascença, o porta-voz da PSP referiu que, para já, não foi necessário encerrar passeios marítimos e marginais, mas essa hipótese não está excluída se for detetado aumento de tráfego nessas zonas durante o fim-de-semana.

Nuno Carocha deixou ainda elogios à CGTP pelo cumprimento das normas definidas pelo Governo para este 1.º de maio, dia do trabalhador, que pôde ser celebrado nas ruas mas com distanciamento social.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.