|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Menos 70% de acidentes em 30 dias de estado de emergência

23 abr, 2020 - 08:14 • Lusa

Queda da sinistralidade reflete-se, também, no número de feridos e vítimas mortais nas estradas portuguesas.

A+ / A-
Veja também:

A sinistralidade rodoviária caiu mais de 70% nos primeiros 30 dias do estado de emergência, com menos 7.719 acidentes, uma tendência que se repetiu no número de feridos e vítimas mortais nas estradas portuguesas.

Em comunicado, o Ministério da Administração Interna (MAI) sublinha a queda acentuada do número de acidentes nas estradas entre os dias 19 de março e 17 de abril, por comparação com os períodos homólogos dos últimos quatro anos. O total passou de 10.918 para 3.199 acidentes registados.

Esta tendência confirma-se, igualmente, nos dados relativos a vítimas mortais, feridos graves e feridos leves (a 24 horas).

Segundo o MAI, no primeiro caso, os nove mortos registados no período em análise representam uma diminuição de 72% face ao período homólogo de 2019, no qual tinham sido registadas 32 vítimas mortais.

No que respeita aos feridos graves, os 51 registados nos primeiros 30 dias do estado de emergência, decretado a propósito da pandemia do novo coronavírus, representam uma queda de 62% por comparação com o mesmo período de 2019 (134).

Já os 799 feridos ligeiros registados entre 19 de março e 17 de abril deste ano traduzem uma diminuição de 76% face ao período homólogo de 2019, no qual tinham sido contabilizados 3.362.

Sinistralidade também caiu na Páscoa


A tendência de queda está de igual modo refletida nos dados comparativos entre o fim de semana de Páscoa alargado deste ano (de 9 a 13 de abril) e o fim de semana homólogo de 2019 (de 18 a 22 de abril), com uma diminuição em todos os indicadores.

As autoridades registaram menos 1.107 acidentes este ano (-73%), dos quais resultaram menos sete mortos (-78%), menos 32 feridos graves (-86%) e menos 408 feridos leves (-81%).

Embora estes números estejam associados ao estado de emergência e à considerável diminuição do fluxo de circulação rodoviária resultante desta realidade, o MAI sublinha que os dados refletem “de forma exemplar” como os portugueses têm contribuído para conter o pandemia da Covid-19, em Portugal.

O país está em estado de emergência até ao próximo dia 2 de maio, por causa do novo coronavírus, que até quarta-feira infetou 21.982 pessoas em Portugal, das quais 785 morreram.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.