Tempo
|
A+ / A-

Pandemia de Covid-19

Associação de Serviço Social diz que houve "negligência" na gestão da Covid-19 nos lares

19 abr, 2020 - 19:36 • Redação

Noutro plano, Júlia Cardoso sente mais solidariedade das famílias relativamente aos idosos, mesmo aos que necessitam de cuidados redobrados depois de terem alta hospitalar.

A+ / A-

Veja também:


Lares, instituições da Segurança Social e o Governo foram negligentes na forma como prepararam a chegada da Covid-19 às instituições que acolhem idosos. A posição é da Associação dos Profissionais de Serviço Social.

Em entrevista à Renascença este domingo, Júlia Cardoso reconhece que houve algum desleixo no tratamento da questão por todas as partes.

“Não posso generalizar, mas diria que houve uma certa negligência no tratamento desta questão no âmbito dos lares. As orientações da saúde eram um pouco genéricas. A Segurança Social poderia tê-las disponibilizado mais cedo e as próprias instituições deveriam com a maior urgência ter tomado medidas. Algumas facilitaram um pouco mas, felizmente, também temos muitas que fizeram tudo como devia ser feito”, diz Júlia Cardoso.

Num outro plano, a presidente da Associação dos Profissionais de Serviço Social diz que sente mais solidariedade das famílias relativamente aos idosos - mesmo aos que necessitam de cuidados redobrados depois de saírem de um hospital.

“Neste momento, provavelmente, algumas das situações que vão para o hospital ainda mais dificuldades terão em sair. Mas a informação que tenho é que as famílias mostram mais abertura para levar as suas pessoas idosas para casa. Há situações de saúde que não são compatíveis com isso. Há pessoas que precisam de uma série de cuidados que muitas vezes a família nem sabe como prestá-los. Aí precisamos de ter estruturas na comunidade. A rede de cuidados continuados é insuficiente para as necessidades”, acrescenta Júlia Cardoso.

Na passada sexta-feira, o Hospital de Gaia admitiu apresentar queixas por abandono de doentes. Naquela unidade de saúde permanecem 12 pessoas que necessitam de cuidador, por razões de dependência, o que não permite uma alta clínica com segurança.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.