Um mês depois, ovarenses esperam o fim da cerca sanitária. "Somos tratados como leprosos"

17 abr, 2020 - 07:00 • Inês Rocha

Um mês depois de imposta a cerca sanitária ao município de Ovar, os habitantes veem as restrições mais pesadas a começarem a ser levantadas. Algo que esperam que aconteça rápido, agora que o município "já não é um foco de contágio" maior do que outros pontos do país. A cerca sanitária ajudou a controlar o risco, mas denegriu também a imagem do concelho no resto do país. Os vareiros queixam-se de serem olhados de lado - como se fossem "leprosos". Estar cercado trouxe também prejuízos financeiros e muita angústia, só aliviados pelas pequenas coisas, como encomendar uma pizza.

RSS iTunes URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.