Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Balanço DGS. 32 mortes e 643 novos casos de coronavírus nas últimas 24 horas

15 abr, 2020 - 12:08 • Marta Grosso

Portugal soma, nesta quarta-feira, 599 óbitos e 18.091 casos confirmados desde que a pandemia de Covid-19 chegou ao país.

A+ / A-

Veja também:


O boletim diário da Direção-Geral de Saúde revela que Portugal tem agora 599 mortos (mais 32 do que na terça-feira) e 18.091 infetados (mais 643), devido à pandemia de Covid-19 e desde que o surto chegou ao país.

A DGS revela também que 383 doentes já recuperaram da doença. São mais 36 do que na terça-feira.

A taxa de letalidade geral é de 3,3%, sendo que em pessoas acima dos 70 anos é de 11,7%.

O boletim epidemiológico conhecido nesta quarta-feira revela ainda que há 4.060 testes a aguarda resultados laboratoriais e 26.144 pessoas sob vigilância das autoridades de saúde. Há ainda um total de 128.653 casos não confirmados.

Do total de pessoas infetadas, 1.200 estão internadas, 208 das quais nos cuidados intensivos – ambos os parâmetros com descidas face aos últimos números conhecidos: menos 27 doentes no hospital e menos 10 a precisar de cuidados intensivos de saúde.

Desde o início do surto em Portugal, foram realizados 200 mil testes em Portugal, afirma o secretário de Eatado da Saúde, António Lacerda Sales, na conferência de imprensa diária da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Lacerda Sales adianta que o país tem mais de um milhão de testes em stock e que alguns já foram distribuídos pelas unidades de saúde do continente e ilhas, sendo que 45% foram para a região Norte e cerca de 30% para a de Lisboa e Vale do Tejo.

Mais 339 mortes no Norte

O Norte continua a liderar a tabela das regiões mais afetadas pelo novo coronavírus, com mais número de casos (10.751) e de óbitos (339) – são mais 449 doentes e mais 18 mortos do que na terça-feira.

A região de Lisboa e Vale do Tejo também regista um aumento do número de casos confirmados, que são agora 4.102 (mais 108 do que na terça-feira), e do número de vítimas mortais, que passou de 102 para 111 (um aumento de 9 obitos).

A região Centro segue a tendência e regista 2.629 casos confirmados desde o início da pandemia em Portugal (mais 80 do que na terça-feira) e 136 mortos (mais cinco).

O Algarve mantém o número de vítimas mortais em nove, mas subiu o número de pessoas com Covid-19: mais seis, num total de 295.

Alentejo e Madeira continuam sem registo de mortes e não registaram qualquer novo caso desde terça-feira. A região do Alentejo mantém-se nos 155 e a Madeira nos 59.

No que respeita ao arquipélago dos Açores, também mantém os números: um total de 100 casos confirmados e quatro óbitos.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 2 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00h00 de 19 de março e até ao final do dia 17 de abril, depois do prolongamento aprovado no dia 2 de abril na Assembleia da República.

Segundo o Presidente da República, em mensagem ao país na sexta-feira, o estado de emergência deverá novamente prolongado até ao dia 1 de maio.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, já infetou 1.7 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 109 mil. Há ainda 411 mil pessoas consideradas recuperadas.

Os Estados Unidos e Itália são os países com o maior número de óbitos e Espanha está em segundo lugar em número de infetados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Sonia
    15 abr, 2020 Afife 12:20
    Muito obrigado pela sua atenção sonia dias muito profissional responsável