Tempo
|
A+ / A-

Coronavírus

Vacina da BCG protege da Covid-19? DGS diz que são precisos mais estudos

10 abr, 2020 - 12:40 • Inês Braga Sampaio

A diretora-geral da Saúde torce o nariz ao estudo cuja principal conclusão é que a taxa de mortalidade por Covid-19 é maior nos países em que a vacina da tuberculose não é obrigatória.

A+ / A-

Veja também:


A diretora-geral da Saúde assume que a vacina BCG, da tuberculose, poderá ter um "efeito protetor" na população, face ao novo coronavírus, no entanto, duvida da validade científica do estudo que o indica.

Na conferência de imprensa diária de atualização da situação da pandemia de Covid-19, em Portugal, Graça Freitas foi questionada sobre um estudo cuja principal conclusão é que a taxa de mortalidade por Covid-19 é maior nos países em que a vacina BCG não é obrigatória.

"Sempre temos dito que há muitos estudos sobre este vírus, sobre esta doença, e este é apenas mais um estudo que indica, mas não sabemos se tem base científica sustentável, que poderá haver algum efeito protetor naqueles países que utilizavam a vacina BCG. Mas é muito precoce podermos dizer que tem fundamento e robustez científica. Ficaremos à espera de melhor ciência", sublinhou a diretora-geral da Saúde.

Esta sexta-feira, o número de casos confirmados do novo coronavírus, em Portugal, disparou em 1.516, para um total de 15.472. A Covid-19 já matou 435 pessoas, segundo a atualização da Direção-Geral de Saúde.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.