|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

​Covid-19: TAP realiza mais dois voos de repatriamento de Luanda e Maputo

10 abr, 2020 - 15:06 • Lusa

Os dois voos são extraordinários. Os aviões vão para Luanda e para Maputo vazios de passageiros, “transportando carga humanitária” devido à pandemia da covid-19.

A+ / A-

Veja também:


A TAP vai realizar mais dois voos de repatriamento de portugueses, um a partir de Luanda, na terça-feira, e outro de Maputo, no dia 18 de abril, disse esta sexta-feira fonte da companhia aérea portuguesa.

Segundo a mesma fonte, estes “dois voos são extraordinários” e os aviões vão para Luanda e para Maputo vazios de passageiros, “transportando carga humanitária” devido à pandemia da covid-19.

Questionada sobre se ainda há lugares disponíveis nos dois voos, a mesma fonte respondeu que sim, referindo que as pessoas interessadas em regressarem de Angola e de Moçambique poderão preencher o formulário disponível no site da TAP e comprar o bilhete.

Sobre se a companhia planeia realizar ainda mais voos, incluindo para outros países africanos lusófonos, a fonte admitiu essa possibilidade “se houver necessidade”, mas lembrou as dificuldades em realizar este tipo de voos, tendo em conta que é preciso “contornar proibições e limitações impostas por estes países”.

Na sexta-feira, o Governo britânico informou os seus cidadãos em Luanda da disponibilidade de lugares neste voo da TAP, ao abrigo de um acordo europeu para apoio consular entre os Estados-membros.

Angola soma 19 casos confirmados de covid-19 e duas mortes, enquanto Moçambique tem 17 casos declarados de infeção pelo novo coronavírus.

O número de mortes provocadas pela covid-19 em África é de 630 num universo de mais de 12.219 casos registados em 52 países, de acordo com a mais recente atualização dos dados da pandemia naquele continente.

A pandemia do novo coronavírus já matou 96.340 pessoas em todo o mundo e infetou quase 1,6 milhões em 193 países e territórios desde o início da pandemia, em dezembro passado, na China.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.