|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Maioria dos alunos preferia voltar à escola depois das férias da Páscoa

09 abr, 2020 - 16:05 • Manuela Pires

Conclusão sai de um inquérito realizado pelo Observatório de Políticas de Educação e Formação a estudantes menores de 16 anos. Outro dado: 80 por cento dos estudantes está preocupado ou muito preocupado com a pandemia de Covid 19.

A+ / A-

A maioria dos alunos preferia voltar á escola, depois das férias da Páscoa, de acordo com dados de um inquérito realizado pelo Observatório de Políticas de Educação e Formação a estudantes menores de 16 anos.

A saudade dos amigos, dos professores e a maior facilidade de aprendizagem são as razões apontadas para a maioria dos alunos preferir as aulas nas escolas.

Segundo os dados do inquérito do Observatório de Políticas de Educação e Formação, feito a estudantes menores de 16 anos, 62 por cento preferia regressar ás escola depois das férias da Páscoa, mas há quem encontre boas razões para continuar a trabalhar em casa, ter um espaço mais confortável e evitar a disciplina da sala de aula.

Neste estudo, os alunos fizeram sugestões para o futuro. Uma delas é que possa existir um sistema misto - uns diascom aulas presenciais, outros com aulas "online". Através deste questionário que foi respondido por estudantes de 63 concelhos, o Observatório de Políticas de Educação e Formação ficou a saber que é muito grande a diversidade de plataformas online que estão a ser usadas pelos alunos, sendo frequente que uma mesma turma use diferentes plataformas.

A mãe é quem mais ajuda na realização dos trabalhos em casa

Este relatório que incide sobre as perceções e opiniões de alunos relativamente aos efeitos da pandemia no sistema de ensino pergunta também sobre a realização dos trabalhos em casa.

75 por cento dos alunos dizem que recebem ajuda em casa e a mãe é quem mais ajuda em todos os trabalhos, quer sejam de matemática ou português.

Quase dois terços dos alunos entendem que trabalham mais quando estão na escola,e 75 por cento declara que conseguiram realizar todos os trabalhos que os professores enviaram desde que a escola encerrou a 16 de março.

A maioria dos alunos mostra-se preocupado ou muito preocupado com a pandemia de Covid 19. Conscientes de que o risco de contágio é grande por isso 70 por cento dos alunos que responderam a este inquérito dizem que aguentam o tempo que for preciso a ter aulas em casa.

Apesar de estarem em casa os estudantes mantém contacto com os amigos, o WhatsApp é, de longe, o meio mais usado para assegurar os contactos com os colegas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.