Tempo
|
A+ / A-

​Autoeuropa vai recorrer ao lay-off simplificado

08 abr, 2020 - 14:38 • Redação

Regresso ao trabalho será feito de forma gradual em horários reduzidos, a partir de dia 20. Comissão de Trabalhadores revela que "está garantida a totalidade da remuneração mensal a todos os trabalhadores" durante o "lay-off".

A+ / A-

Veja também:


A Autoeuropa tenciona retomar a produção a 20 de abril, mas em regime de lay-off devido à pandemia de Covid-19, avança a Comissão de Trabalhadores (CT).

“O regresso ao trabalho será feito de forma gradual em horários reduzidos, inicialmente sem turno da noite, a funcionar de segunda a sexta-feira sob aplicação do regime de lay-off simplificado”, refere a Comissão de Trabalhadores, em comunicado.

Os representantes dos funcionários da Autoeuropa adiantaram, após uma reunião realizada esta quarta-feira, que a administração "comunicou que aceitava a proposta de compensação da retribuição por nós reivindicada".

Assim, “está garantida a totalidade da remuneração mensal a todos os trabalhadores, em caso de paragem parcial ou total da atividade laboral (lay-off").

"Clarificamos que entre os dias 13 e 19 de abril, após esgotados os 22 DD [down days - dias de não produção remunerados] referentes ao ano de 2020, irão ser utilizados os créditos legais (férias, dias especiais), referentes a anos transatos”, explica a Comissão de Trabalhadores.

O período de férias para o ano 2020 mantém-se inalterado, sublinha o comunicado a que a Renascença teve acesso.

A produção da fábrica da Volkswagen encontra-se suspensa devido à pandemia de Covid-19. A medida devia vigorar até 12 de abril, mas foi agora prolongada até dia 20.

Em Portugal, segundo o balanço feito na quarta-feira pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 380 mortes, mais 35 do que na véspera (+10,1%), e 13.141 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 699 em relação a terça-feira (+5,6%).

[notícia atualizada às 20h59 - está garantida a totalidade da remuneração mensal a todos os trabalhadores durante o lay-off]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.