"Verde gosmento" e de "patas vermelhas". O bicho "colonavílus" explicado pelas crianças

06 abr, 2020 - 09:00 • Beatriz Lopes , Joana Bourgard , André Peralta

Uns dizem que é "invisível” e está a “viver numa floresta". Para outros, o que tem é “pelo castanho” e “várias coroas”. Também há quem nos pinte o “bichinho” menos felpudo e mais “redondo”. Foi assim que onze crianças descreveram à Renascença a Covid-19. Evitar o contacto social e lavar bem as mãos, enquanto “se conta até vinte", são as preocupações dos petizes, com idades entre os quatro e os 12 anos. Em casa, há quem prefira estudar pelo computador e quem diga já ter saudades da escola e "até dos professores chatos".

RSS iTunes URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários
Reportagem
Eu Eleitor hyper

Eu, eleitor

Retratos do país que vota

Que país é este que vai às urnas? Até às eleições legislativas, a Renascença apresenta retratos de 18 eleitores dos círculos eleitorais de Portugal continental, olhando as características e dificuldades de cada distrito.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.