Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Turquia retém encomenda de ventiladores para Espanha. Portugal quer evitar desvios

04 abr, 2020 - 15:33 • Eduardo Soares da Silva

A Turquia requisitou os ventiladores para cuidar dos seus próprios doentes infetados com a Covid-19. A situação de possíveis desvios de ventiladores e outros equipamentos preocupa também o governo português. Marta Temido, Ministra da Saúde, espera que os 1500 ventiladores adquiridos cheguem sem problemas até ao final do mês.

A+ / A-

Veja também:


O governo turco impediu a exportação de uma encomenda de ventiladores feita por diversos governos autónomos em Espanha. A Turquia requisitou os ventiladores para cuidar dos seus próprios doentes infetados com a Covid-19. A situação de possíveis desvios de ventiladores e outros equipamentos preocupa também o governo português.

Arancha González Laya, ministra dos negócios estrangeiros espanhola, continua a acreditar que a entrega possa ser feita, apesar das restrições impostas pelo governo turco à exportação de equipamentos médicos.

As encomendas foram feitas e pagas pelos governos autónomos de Castilla-La Mancha e Navarra, mas a remessa não terá recebido aprovação na alfândega. Arancha González Laya anunciou que esteve em reuniões com o ministro dos negócios estrangeiros turco, sem qualquer efeito.

De acordo com o "El Mundo", os ventiladores terão sido desenvolvidos em solo turco, mas por uma empresa chinesa, que terá trazido os componentes desde a China para solo turco. Arancha González Laya alerta que, caso a Turquia não permita a entrega dos ventiladores, os governos regionais terão de ser reembolsados.

"Sabemos das restrições impostas pela Turquia para a saída de equipamentos médicos, com receio da evolução da pandemia no país, devido ao risco da falta de ventiladores. Caso os equipamentos não cheguem a Espanha, a empresa deve devolver o dinheiro que já foi pago", disse González Laya.

Jevier Remírez, porta-voz do governo de Navarra afirma que "para todos os efeitos, aqueles ventiladores são propriedade do governo de Navarra e não os vamos dar como perdidos".

A Espanha superou a Itália no número de casos positivos com a Covid-19, com 124.736 pessoas infetadas. Há ainda 11.744 mortes em registo. A Turquia conta com cerca de 20 mil casos positivos e 425 mortes.

Situação preocupa Portugal

Marta Temido, ministra da saúde portuguesa, está ciente de alguns desvios que têm acontecido, fala num mercado "num contexto de enorme agressividade", mas espera que a encomenda de quase 1500 ventiladores chegue a Portugal sem problemas.

"Temos perceção que o mercado de equipamentos e até de reagentes está a funcionar num contexto de grande pressão e enorme agressividade. Têm acontecido alguns desvios, mas queremos garantir que todos os equipamentos chegam em segurança, com o apoio de toda a linha, quer de compra, doação, entidades ao nível do ministério dos negócios estrangeiros e empresariais. A última entrega está prevista para meados de abril", disse, este sábado, em conferência de imprensa.

Portugal encomendou cerca de 1500 ventiladores, sendo que a primeira remessa de 144 chegará já no domingo: "Em lista para entrega temos 1298 ventiladores invasivos e 140 não invasivos. 144 chegam já amanhã. Sabemos que o voo estava a sair do local de origem, vimos imagens do embarque, esperamos que chegue tudo de acordo com o que foi encomendado".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+