Tempo
|
A+ / A-

Ordem de Malta com “mais de 200 voluntários” na prevenção e combate à Covid-19

03 abr, 2020 - 23:32 • Ecclesia

Organização apoiou municípios, com 15 tendas de campanha, e ajuda instituições sociais.

A+ / A-

Veja também:


A Ordem de Malta em Portugal informa que “mais de 200 voluntários” da instituição estão a apoiar a “diversas missões de prevenção e combate à Covid-19”, tendo cedido 15 tendas e 50 camas de campanha, além de material sanitário.

Num comunicado enviado a Agência Ecclesia, a Ordem Soberana Militar de Malta informa que “um dos seus focos principais” são o apoio às pessoas em situação de sem-abrigo, “praticamente sem ajuda devido à quarentena”, e Lisboa, Porto e Gondomar são os locais onde está a atuar, em colaboração com as autoridades locais.

Na cidade do Porto, o trabalho de uma equipa de voluntários da Ordem de Malta sinalizou “as pessoas mais carenciadas” nas ruas que agora estão no antigo Hospital Joaquim Urbano que acolhe “uma comunidade de cerca de 35 pessoas” em situação de sem-abrigo.

Neste espaço, gerido pelo município do Porto, “cerca de 24 voluntários”, em dois turnos diários, fazem a distribuição de refeições, promovem “boas práticas de higiene pessoal, incluindo corte de cabelo e barba”, fazem monitorizações de saúde oral e de sintomas de Covid-19.

Ainda na região norte, no Concelho de Gondomar, a Ordem de Malta cedeu quatro tendas e 30 camas de campanha, material que foi instalado junto do Hospital Fernando Pessoa e do Centro de Saúde de São Cosme.

O comunicado informa ainda que, em Lisboa, a organização religiosa e militar “intensificou” o seu apoio a instituições ligadas “à educação de infância carenciada” – Centro Social Menino Deus – e de “abrigo de deficientes profundos” – Irmãs do Cottolengo – “fornecendo o serviço de transporte destes bens de primeira necessidade”.

A organização informa que não está a “promover qualquer iniciativa de angariação de fundos ou peditório a título individual ou em associação com outras instituições”; O Corpo de Voluntários da Ordem de Malta em Portugal pede a ajuda de voluntários em Lisboa e no Porto, na sua página na rede social Facebook.

A Soberana Ordem de Malta é uma das mais antigas ordens católicas, fundada em Jerusalém por volta de 1050; atua nos cinco continentes e “cuida de pessoas necessitadas em todos os continentes, através dos seus trabalhos médicos, sociais e humanitários”.

Atualmente é considerada um Estado à luz do Direito internacional, embora sem território, tem relações diplomáticas com mais de 120 Estados, incluindo Portugal, a União Europeia, e o estatuto de observador permanente nas Nações Unidas (ONU).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+