|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Ministro holandês das Finanças pede desculpa após "puxão de orelhas" de António Costa

31 mar, 2020 - 17:00 • João Carlos Malta

Wopke Hoekstra numa entrevista à cadeia de televisão RTL Z reconheceu que devia ter reagido melhor, e que não demonstrou empatia suficiente. Na semana passada tinha proposto uma investigação às contas de Espanha, depois do pedido de solidariedade à UE dos espanhóis.

A+ / A-

Depois de ter proposto uma investigação às contas de Espanha, o ministro holandês das Finanças veio a público fazer “mea culpa”. "Eu demonstrei pouca empatia na minha mensagem", reconheceu Wopke Hoekstra numa entrevista à cadeia de televisão RTL Z, no qual comentava as críticas que fez aos pedidos de ajuda dos países do sul da Europa à União Europeia, no seguimento da crise da pandemia do novo coronavírus.

O homólogo de Mário Centeno disse ainda que todos deviam ter reagido melhor “incluindo eu próprio”.

“Quando causas tanta tempestade como agora, aparentemente é porque não te saíste bem”, confessou Hoekstra . “O que nós queríamos transmitir não passou. Eu deveria ter feito melhor”, acrescentou.

A Holanda e outros países do Norte estão a ser neste momento forças de bloqueio para um pacote de ajuda europeu, o Mecanismo Europeu de Estabilidade, e a criação de “eurobonds” ou “coronabonds” como instrumentos para responder a esta pandemia e aos efeitos económicos que estão e irão fazer-se sentir.

Declarações "repugnantes" e de "mesquinhez recorrente". Costa critica ministro holandês
Declarações "repugnantes" e de "mesquinhez recorrente". Costa critica ministro holandês

Ainda assim, Wopke Hoekstra fez questão de dizer que a posição sobre os coronabonds não mudaram, apesar de dizer que a Holanda será solidária naquilo em que for sensato ser.

Na semana passada, o primeiro-ministro qualificou de “repugnante” e contrária ao espírito da União Europeia uma declaração do ministro das Finanças holandês, que pediu que a Espanha fosse investigada por não ter capacidade orçamental para fazer face à pandemia.

A crítica de Wopke Hoekstra foi feita durante uma reunião do Conselho dos Assuntos Económicos e Financeiros (ECOFIN), que António Costa não desmentiu.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Vasco
    31 mar, 2020 Elvas 18:45
    Algo que o título faz pressupor, é de um pedido de desculpas não sequência (isto é, como efeito causado) do "puxão de orelhas" de António Costa. Tal não é, depois, claro na notícia e julgo que não tenha sido assim, pelas informações que me foi possível recolher. Seria possível, ao menos, esclarecer melhor ou, eventualmente, corrigir a notícia, a bem da verdade e da informação adequada? (Se entendido pertinente) Fiquei um pouco desiludido, pela primeira vez, com a RR... Obrigado!