|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Coronavírus

Amor em tempo de pandemia. Casal idoso namora todos os dias na fronteira entre Alemanha e Dinamarca

31 mar, 2020 - 14:55 • Inês Braga Sampaio

Inga, dinamarquesa de 85 anos, e Karsten, alemão de 89, encontraram maneira de continuar o namoro, apesar do encerramento da fronteira entre os dois países.

A+ / A-

Veja também:


Inga Rasmussen, cidadã dinamarquesa de 85 anos, e Karsten Tuchsen Hansen, alemão de 89, encontram-se todos os dias, na fronteira entre as aldeias de Gallehus, na Dinamarca, Suderlugum, na Alemanha, para conversar e tomar uma bebida, à distância recomendada pelas autoridades, durante a pandemia do novo coronavírus.

A fronteira entre os dois países foi encerrada, há cerca de duas semanas, o que impede o casal de se juntar. Contudo, com duas cadeiras e uma caneca de aguardente, para ele, e café, para ela, Karsten e Inga encontraram maneira de continuar o namoro.

Inga viaja para a fronteira, junto a Aventoft, de carro, ao passo que Karsten vai de bicicleta. Tem sido assim nas últimas duas semanas e já era assim há dois anos, quando se conheceram. Há mais de um ano que os dois idosos passam quase todos os dias juntos.

O casal tornou-se popular quando, durante um passeio de bicicleta, o presidente da Câmara de Tonder, na Dinamarca, os encontrou na fronteira e partilhou a história nas redes sociais. A imprensa interessou-se e tanto Inga como Karsten já foram entrevistados por meios de comunicação locais. Cada um para seu lado, claro.

"É triste, mas não podemos mudar a situação", lamentou Inga, em declarações à estação televisiva alemã Deutsche Welle.

Inga e Karsten já fizeram várias viagens juntos, nos últimos dois anos, e planeiam voltar a viajar assim que a pandemia de Covid-19 tenha terminado. Entretanto, vão-se encontrando na fronteira entre a Alemanha e a Dinamarca - à distância devida.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.