|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Coronavírus. Do gin ao gel desinfetante: empresas alentejanas solidárias em tempo de crise

27 mar, 2020 - 01:45 • Rosário Silva

As 3.000 unidades produzidas vão ser distribuídas, gratuitamente, a instituições do Alentejo.

A+ / A-

No Alentejo, começam a ser produzidos, nesta sexta-feira, 3.000 recipientes de gel desinfetante para doação a hospitais e outras organizações que dele precisem.

O projeto solidário reúne, em parceria, o Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia (PACT), o SHARISH GIN e a produtora de recipientes, Incopil.

“Consciente da gravidade da situação que se vive no país, o PACT coloca a sua rede de contactos e a sua capacidade tecnológica ao serviço da comunidade para ajudar a responder à necessidade de preencher as falhas de fornecimento de gel desinfetante na região”, justifica Soumodip Sarkar, responsável pelo projeto, presidente do PACT e vice-reitor da Universidade de Évora (UÉ).

Esta instituição de ensino superior é, de resto, acionista do Parque do Alentejo, por isso associa ao projeto uma equipa do seu departamento de química que se junta ao SHARISH GIN, empresa com sede em Monsaraz, para produzirem o gel desinfetante, de acordo com as recomendações da Organização Mundial de Saúde.

Para António Cuco, fundador do SHARISH GIN, “o compromisso com a comunidade faz parte do ADN da marca”, por isso, tendo em conta as necessidades urgentes geradas pela pandemia do COVID-19, “quisemos colocar o melhor de nós ao serviço da comunidade e disponibilizamos para fabricar o maior número possível de litros da nossa produção.”

Tudo foi pensado ao pormenor, com o PACT a responsabilizar-se pelo processo de distribuição gratuita em locais identificados previamente, com a colaboração das autoridades de saúde da região.

“Esta é a primeira de um conjunto de iniciativas que o PACT está a preparar no combate a esta pandemia e no apoio a empresas”, refere, Soumodip Sarkar.

O responsável assume o compromisso “de dar continuidade ativa na luta contra o COVID-19”, desenvolvendo “novas medidas, ligadas ao seu setor de atuação, em conjunto com as suas entidades parceiras e associadas.”

Inaugurado em setembro de 2015, o Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia, conta atualmente com 16 colaboradores, dez dos quais dedicam-se à área da investigação e transferência de conhecimento.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.