|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Veja o que acontece aos pulmões infetados com Covid-19

27 mar, 2020 - 09:50 • Redação

Hospital George Washington, nos EUA, divulgou o vídeo dos pulmões de um paciente infetado com o novo coronavírus.

A+ / A-

O Hospital George Washington, em Washington, divulgou um vídeo 3D que mostra os danos causados pelo novo coronavírus aos pulmões de "um homem razoavelmente saudável de 59 anos, com tensão arterial alta".

O chefe de cirurgia torácica do hospital, Keith Mortman, explica que, uns dias antes, o homem estava assintomático. Agora, com Covid-19 e em estado grave, internado na unidade de cuidados intensivos, os seus pulmões estão a falhar e o paciente tem precisado de um ventilador para conseguir respirar. Contudo, mesmo na definição mais alta, não tem sido suficiente. "Ele também precisa de outra máquina, que circula e depois oxigena o sangue", conta Mortman.

As partes marcadas a amarelo, no vídeo, representam as partes infetadas e inflamadas dos pulmões, que alastraram em pouco tempo.

"Este não é um paciente imunodeprimido e diabético de 70 ou 80 anos. Além de tensão alta, ele não tem qualquer outro problema significativo de saúde", alerta o chefe de cirurgia torácica do Hospital George Washington.

Os EUA ultrapassaram a Itália como o país do mundo com mais casos de coronavírus. No total, são 85.612 as pessoas infetadas e há registo de 1.301 mortes.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, já infetou perto de 533 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 24 mil. Há ainda 124 mil pessoas que recuperaram.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos: Espanha e Itália são os países com mais vítimas mortais.



Veja também:

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.