|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

"Todo o cuidado é pouco." Infarmed alerta para medicamentos falsificados na internet

26 mar, 2020 - 09:30 • Lusa

Organismo lembra que "não existem medicamentos autorizados para prevenir ou tratar a covid-19" e recomenda a quem apresentar sintomas para contactar a Linha SNS 24.

A+ / A-

O Infarmed alerta para a possibilidade da existência de medicamentos falsificados na internet no âmbito da pandemia de covid-19 e apelou aos consumidores para comprarem apenas em sites autorizados.

A Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed) lembra que "todo o cuidado é pouco" quando se trata de comprar medicamentos pela internet e diz que apenas se devem compra fármacos nos sites das farmácias e em locais de venda de medicamentos sem receita médica autorizados.

Para adquirir medicamentos de forma segura, o Infarmed aconselha a verificar a autenticidade da página clicando no logótipo e confirmando se está registada no site.

O Infarmed lembra ainda que "não existem medicamentos autorizados para prevenir ou tratar a covid-19" e recomenda a quem apresentar sintomas para contactar a Linha SNS 24 (808 24 24 24).

Em Portugal, onde vigora o estado de emergência até 2 de abril, há 43 mortes e 2.995 infeções confirmadas, segundo os dados mais recentes divulgados pela Direção-Geral da Saúde.

O coronavírus SARS-CoV-2, responsável pela covid-19, já infetou perto de 470 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 21 mil morreram. Mais de cem mil recuperaram.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.