|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

​Covid-19

​Coronavírus. Cerca de 6.500 alunos foram comer à escola por dia, 150 foram acolhidos

26 mar, 2020 - 19:24 • Cristina Nascimento

Balanço é do Ministério da Educação, que esta quinta-feira esclareceu que as escolas de referência vão continuar de portas abertas durante as férias da Páscoa.

A+ / A-

Veja também:


As escolas têm servido cada vez mais refeições a alunos de famílias carenciadas. De acordo com um balanço do Ministério da Educação esta quinta-feira, “na segunda semana de atividades letivas presenciais suspensas, o número de refeições servidas nas escolas de norte a sul do país tem vindo a aumentar, ultrapassando a média de 6.500 refeições diárias, desde o início do processo”.

Em comunicado, a tutela acrescenta que ontem, quarta-feira, foram servidas cerca de oito mil refeições nas escolas em funcionamento.

Na nota enviada às redações, o Ministério da Educação refere ainda que as cerca de 700 “escolas de acolhimento dão já resposta a 150 filhos/educandos de trabalhadores de serviços especiais”.

No mesmo documento, é adiantado que os estabelecimentos de ensino vão continuar de portas abertas para estes efeitos durante as férias escolares que têm início na próxima segunda-feira, 30 de março.

À data, Portugal conta com 3.544 casos confirmados, mais de 22 mil casos suspeitos, 43 recuperados e 60 mortes.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, já infetou perto de 450 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 20 mil morreram.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Evolução do coronavírus em Portugal

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.