|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

55% dos mortos por Covid-19 em Portugal tinham 80 anos ou mais

26 mar, 2020 - 14:46 • Joana Gonçalves

Apesar de ser mais perigoso entre pessoas com mais de 60 anos, Portugal regista quatro mortes pelo novo coronavírus em pacientes com idades entre os 50 e 59 anos.

A+ / A-

Subiu para 60 o número de óbitos pelo novo coronavírus em Portugal, segundo o balanço diário da Direção-geral de Saúde, divulgado esta quinta-feira. Um valor que representa um aumento de 40% face ao dia anterior.

55% dos mortos têm 80 anos ou mais, 25% têm entre 70 e 79 anos e oito estavam na faixa etária dos 60-69 anos, mas o vírus não é fatal apenas em idosos. Há ainda a registar quatro óbitos em doentes com idades compreendidas entre os 50 e 59 anos.

O relatório da situação epidemiológica indica, ainda, que a região Norte é a que regista o maior número de mortes (28), seguida da região de Lisboa e Vale do Tejo (18), da região Centro (13) e do Algarve (1).

Óbitos por grupo etário em Portugal

De acordo com o mesmo documento, o grupo etário com mais casos confirmados é aquele que compreende as pessoas com idades entre os 40 e 49 anos, com um total de 371 infetados, o que representa 19% de todos os casos em Portugal.

43 crianças com idades entre os 0 e 9 anos estão infetadas com o novo coronavírus.

Casos confirmados de Covid-19 em Portugal por grupo etário


O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, já infetou perto de 490 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 22 mil. Há ainda mais de cem mil pessoas recuperadas.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo (180 países), o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos: Espanha e Itália são os países com mais vítimas mortais - 7.503 e 4089, respetivamente.

Em Portugal há pelo menos 3.544 infetados e 14.994 pessoas estão em vigilância pela autoridades de saúde.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.