|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Técnico está a imprimir viseiras de proteção em 3D

25 mar, 2020 - 06:40 • Sofia Freitas Moreira

A iniciativa junta esforços do IST e da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.

A+ / A-

Veja também:


Numa tentativa de responder à falta de material de proteção para combater o novo coronavírus, uma equipa de investigadores portugueses do Instituto Superior Técnico em Lisboa (IST) está a desenvolver viseiras de proteção para os profissionais de saúde.

Trata-se de uma colaboração entre o Técnico e a Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (UL), com o apoio da UL.

O Departamento de Engenharia Mecânica está a produzir este material através da impressão em 3D e estão a convidar todas as empresas que tenham este tipo de impressoras para se juntarem à iniciativa da universidade e para depois as entregarem para distribuição.

As viseiras foram já testadas e validadas pelos profissionais de saúde.

Os países mais afetados depois da Itália e da China são a Espanha, o Irão, a França e os Estados Unidos.

Desde segunda-feira, Arábia Saudita, Islândia, Cabo Verde anunciaram as primeiras mortes ligadas ao vírus, enquanto a Birmânia anunciou o diagnóstico dos primeiros casos.

Em Portugal, há 33 mortes, mais 10 do que na segunda-feira, e 2.362 infeções confirmadas, segundo o balanço feito na terça-feira pela Direção-Geral da Saúde, que regista 302 novos casos em relação a segunda-feira (mais 14,7%).

Dos infetados, 203 estão internados, 48 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 22 doentes que já recuperaram.

Últimaslegislativas 2019
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.