|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Coronavírus. Tomané na Sérvia sem saber se pode regressar a Portugal

24 mar, 2020 - 14:45 • Eduardo Soares da Silva

Avançado gostaria de regressar ao país para estar com a família, mas tem dúvidas sobre se é o mais correto a fazer neste momento. Estado de emergência já foi decretado na Sérvia, devido ao coronavírus.

A+ / A-

Tomané gostaria de voltar a Portugal para estar com a família, mas não deverá ser autorizado pelo Estrela Vermelha, numa altura em que o campeonato sérvio está suspenso devido à propagação do coronavírus na Europa. No entanto, em entrevista a Bola Branca, o ponta de lança também realça os perigos de regressar a Portugal.

"Voltar para Portugal era o que eu queria, é o meu país e tenho a minha família. Gostava, mas neste momento não tenho autorização do clube. Fazendo a viagem, com aeroportos e com escala certa também, é sempre complicado. Chegar a Portugal e poder infetá-los também é perigoso. Em princípio, não vai ser possível. Clube está atento e a ver o que vai acontecer, depois tomará medidas e uma decisão em relação aos estrangeiros. Acho que não, mas é esperar para ver", explica.

À distância, Tomané acompanha o desenvolvimento do vírus. Portugal conta com 1020 casos confirmados, um cenário mais agravado do que o que se regista na Sérvia, com 118 confirmados.

"Os maiores receios nem são comigo e a minha namorada, que vivemos aqui, é mais com a família em Portugal. Estou noutro país, não é a mesma língua, não sabemos o que se está a passar, digamos assim. Receio que isto aumente, mais pela minha família. Nós estamos a tomar todas as medidas, não tenho tanto receio, estamos bem protegidos e esperar que passe o mais rápido possível", alerta.

Redução do campeonato em cima da mesa

O campeonato foi suspenso na Sérvia, à semelhança do que acontece em todos os campeonatos europeus. O país também já decretou estado de emergência e quarentena obrigatória.

"Aqui na Sérvia já foi decretado o estado de emergência, o exército e polícia estão nas ruas. As pessoas só podem ir aos supermercados e farmácia, em caso de urgência, o resto está proibido. As pessoas são obrigadas a compreender o vírus", diz.

Caso a Federação assim o decida, o campeonato pode ser reduzido drasticamente, caso decida não realizar o "play-off" de campeão. O Estrela Vermelha lidera o campeonato, com larga vantagem para o Partizan.

"Não sei se a Liga vai continuar, ou se vai ser anulada. O campeonato só tem mais quatro jornadas para acabar a primeira fase e depois era o “play-off”. Pode ser que acabem o campeonato logo depois dos quatro jogos e não façam o play-off. Se for assim, já somos campeões praticamente, porque temos 11 pontos de avanço para o segundo lugar", explica a Bola Branca.

Para se manter os jogadores ativos, o Estrela Vermelha recorreu aos planos individuais de trabalho físico: "Fizemos último jogo à porta fechada e depois foi suspenso. Estamos em casa, a treinar com um plano que nos é enviado todos os dias. É esta a nossa situação aqui no clube", diz.

Tomané chegou esta temporada ao Estrela Vermelha e soma cinco golos em 19 jogos disputados. Antes, o avançado de 27 anos, natural de Fafe, passou pelo Tondela, Arouca, Panetolikos, Duisburgo e Vitória de Guimarães, onde foi formado.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.