|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Bruno Alves mantém esperança de regressar à seleção. É o melhor da Europa no jogo aéreo

24 mar, 2020 - 17:55 • Pedro Azevedo

Bruno Alves não joga pela equipa portuguesa há quase dois anos.

A+ / A-

Com 96 internacionalizações por Portugal e 728 jogos no futebol sénior, Bruno Alves é o defesa com mais golos na história da equipa das quinas, com 11 golos. Não representa a seleção desde junho de 2018 mas a esperança do regresso mantém-se. “Há algum tempo que não sou chamado à seleção, mas nunca perdi a esperança de voltar porque acredito que o nível que estou a jogar, o meu rendimento e exibições permitem manter a chama. Sei que vai ser difícil, mas a minha fé é inabalável”, declara o jogador em entrevista exclusiva a Bola Branca .

Atual campeão da Europa, Bruno Alves tem histórico na seleção portuguesa e está a quatro internacionalizações de atingir a centena de presenças com a principal camisola das quinas.

“Sempre ajudei o meu país e fui importante marcando golos decisivos para apuramentos para europeus e mundiais. É sempre algo que me deixa feliz poder um dia voltar a ajudar. Mas se não for chamado vou continuar a torcer pela equipa como sempre fiz. Fui muito feliz na seleção e estou completamente realizado por tudo o que fiz e de todos os momentos que vivi na seleção. Tenho um orgulho muito grande por tudo. Não ficou por fazer nada. Nos sub-21 estive em dois campeonatos da Europa e nos Jogos Olímpicos. Na seleção principal fiz três campeonatos do mundo e três campeonatos da europa. Estou muito feliz porque ajudei a seleção e isso é o mais importante. Se vou ou não ser chamado é consequência do trabalho. Se não for chamado continuo a minha carreira feliz e sem nenhum rancor ou sentimento negativo. Bem pelo contrário, só agradecido por todas as chamadas e por todos os momentos bonitos que vivi ali. Mas o sonho comanda a vida e eu tenho sempre a esperança de poder voltar a ajudar a seleção”, sublinha o jogador.

Ano de estatísticas importantes

Bruno Alves soma na presente época 22 jogos pelo Parma. Tem contrato com o clube italiano até 2021. O balanço da época é positivo e o jogador tem registos destacados pela imprensa transalpina. “Consegui algumas estatísticas importantes. Sou o jogador com mais cortes numa só partida na Série A. Em sete jogos fui o jogador com mais cortes, perto de 130, o melhor registo de Itália. E sou também o jogador que ganhou mais duelos aéreos na Europa. Tenho regularidade, o meu rendimento é bom e isso diz-me que estou no caminho certo. A minha mentalidade é ser melhor em todos os jogos e melhorar constantemente”, refere.

Bruno Alves tem contrato por mais um ano pelo Parma. Em 2021, terá 39 anos quando terminar o atual vínculo com o clube. “É o meu segundo ano aqui em Parma e renovei o contrato por mais um ano. As coisas têm corrido bem para mim e para a equipa. Sinto-me muito bem fisicamente. Tento sempre cuidar-me bem. Gosto de treinar, ir para o campo e passar o dia focado no que tenho que fazer que é treinar, comer e descansar bem. As minhas ações são de saúde para comigo mesmo e consequentemente o meu rendimento tem melhorado. Acredito que posso manter a mesma qualidade e rendimento por mais algum tempo. Tenho tido poucas lesões o que ajuda e o meu nível exibicional este ano até melhorou”, sublinha.

Fim da carreira sem data prevista

Formado no Varzim e no FC Porto, Bruno Alves estreou-se no futebol sénior em 1999/2000, no FC Porto B. Duas décadas de futebol sénior ainda não são suficientes para o jogador pensar em pendurar as botas. “Não coloquei essa meta de terminar a carreira. Penso no momento e tenho cumprido todos os objetivos. Os sinais fazem-me ter a ambição diária de continuar a fazer bem. No dia que sentir que já não sou capaz, vou continuar de outra maneira, tentando passar a minha experiência para outros jogadores. Sei que o meu futuro vai estar relacionado com alguma equipa porque ensinar e transmitir a minha experiência para outros”, revela o defesa.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.