|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Coronavírus. Metro de Lisboa com horário de fim de semana todos os dias

23 mar, 2020 - 15:48 • Ana Carrilho

A medida insere-se no âmbito do plano de contingência da empresa para a Covid-19. No Porto, o metro começou hoje a circular com veículos duplos, reduzindo a frequência de passagem nas estações.

A+ / A-

A partir desta segunda-feira, o Metropolitano de Lisboa passa a funcionar, em todas as linhas, com horários de fim de semana.

Em comunicado, a empresa justifica a alteração da oferta com a redução da procura devido ao estado de emergência. Mas garante que vai manter em circulação comboios de seis carruagens, durante o dia, e de três, à noite.

O objetivo é contribuir para a redução da propagação da Covid-19, mantendo a oferta adequada às medidas de segurança e à distância entre clientes.

Os átrios secundários de várias linhas também vão ser encerrados.

Os transportes públicos têm vindo a fazer adaptações à oferta desde que o novo coronavírus chegou a Portugal e, sobretudo, depois da declaração de estado de emergência.

No Porto, a empresa de metropolitano anunciou no sábado que, a partir desta segunda-feira, iriam começar a circular veículos duplos em todas as linhas, reduzindo a frequência de passagem nas estações devido à pandemia de Covid-19.

A Metro do Porto vai ter frequências de passagem “na ordem dos 30 minutos em todas as linhas, exceto na Linha Amarela (D), que terá uma frequência de cerca de 15 minutos”, revelou à Lusa fonte da empresa que já reportou uma quebra de 80% na procura desde o encerramento das escolas.

Desde o dia 18, que deixou de ser necessário validar o título de transporte no Metro do Porto. Todas as máquinas de venda de títulos e todos os validadores da rede foram desligados.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.