|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Comité Olímpico de Portugal pede rapidez na decisão de adiar Tóquio 2020

23 mar, 2020 - 15:16 • Lusa

O Comité Olímpico de Portugal (COP) pede firmeza e rapidez no anúncio de uma solução de adiamento dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, numa carta enviada ao presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach.

A+ / A-

O COP reconheceu ter conseguido um regime de exceção para os atletas de alta competição continuarem a treinar, apesar do estado de emergência do país, mas que não é fácil cumprir: “o acesso aos centros de treino, ainda que permitido, na prática, não se torna fácil, devido à multiplicidade de entidades gestoras destes espaços, quer municípios, quer privados, que não têm condições para assegurar esse funcionamento sem pôr em risco os seus colaboradores”.

O organismo liderado por José Manuel Constantino assinalou ainda as desigualdades proporcionadas a cada uma das modalidades.

“Há modalidades desportivas que, por força das suas condições de treino, envolvem elevados níveis de exposição ao risco, não sendo possível encontrar soluções de treino em segurança, de acordo com as orientações das autoridades de saúde, o que acentua ainda mais os desequilíbrios competitivos e de preparação de atletas gerados por esta situação sem precedentes”, remata a carta enviada a Bach.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia de Covid-19, já infetou mais de 341 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 15.100 morreram. Em Portugal, há 23 mortes e 2060 infeções confirmadas. O país está em estado de emergência.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.