Tempo
|
A+ / A-

“Gripezinha” e “histeria coletiva”. Bolsonaro continua a minimizar Covid-19

21 mar, 2020 - 09:30 • Sofia Freitas Moreira

Até agora, o Brasil contabiliza 11 mortes e 977 casos confirmados de coronavírus.

A+ / A-

O Presidente do Brasil continua a minimizar a ameaça do novo coronavírus, falando de uma “gripezinha” e criticando o que considera ser a “histeria coletiva” da população e das outras nações.

“Depois da facada, não será uma gripezinha que me vai derrubar. Se o médico ou o ministro me recomendarem a fazer um novo exame, eu farei. Caso contrário, vou comportar-me como qualquer um de vocês aqui presentes”, afirmou em entrevista a um programa televisivo brasileiro.

Até ao momento, o Presidente não divulgou publicamente as cópias dos dois exames clínicos que, segundo o próprio, testaram negativo para o novo coronavírus. Vinte membros da comitiva presidencial, que, tal como Bolsonaro, viajaram para os Estados Unidos no início deste mês, testaram positivo para a Covid-19.

Ainda na sexta-feira, criticou a recomendação para encerrar, por parte de alguns estados brasileiros, locais de culto e centros comerciais para conter a pandemia.

“Para satisfazer os seus eleitores, tomam medidas absurdas, fechando centros comerciais. Alguns querem fechar a igreja, o último refúgio do povo”.

“Onde já se viu? Tem prefeito querendo impedir isso. É um direito constitucional e o pastor vai saber como conduzir isso com o seu povo”, disse o chefe de Estado, num momento em que os governadores de São Paulo, João Dória, e do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, pediram o fecho de vários espaços públicos.

Até agora, o Brasil contabiliza 11 mortes e 977 casos confirmados de coronavírus.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • mewtwo
    21 mar, 2020 14:46
    Não interessa o que A ou B dizem. Acima de tudo se forem políticos. Interessa ver os dados oficiais dos países e da OMS,: Portugal tem 126 casos por milhão de habitantes. O Reino Unido tem 60 casos por milhão de habitantes. O Brasil tem 5 casos por milhão de habitantes.
  • José J Cruz Pinto
    21 mar, 2020 Ílhavo 14:01
    Mas por que é que, na RR e em tudo o que é rádio, jornal ou televisão noticiam tudo o que esta ... "criatura" ... faz ou diz, se (como se vê) tão poucos (e cada vez menos) o levam a sério no seu próprio país? [E o mesmo como o outro ... "índio" ... bastante mais a norte!] Será masoquismo?